BRASILGÁS

BRASILGÁS

Aragom Modas

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

‘Pior dia da minha vida’, diz esposa, após a morte de Boechat

Veruska Seibel, mulher do jornalista Ricardo Boechat, vítima de um acidente aéreo nesta segunda-feira (11/02), publicou uma foto no Instagram, lamentando morte do âncora da Rádio BandNews FM e apresentador de diversos telejornais na emissora. A foto mostra um abraço entre Veruska e Boechat, no dia do casamento dos dois, em 2005. “Pior dia da minha vida”, escreveu na legenda. 

Boechat deixou seis filhos, sendo que duas com a atual esposa: Valentina, 12 e Catarina, 10. E outros quatro do primeiro casamento, com Claudia Costa: Bia, 40, Rafael, 38, Paula, 36 e Patrícia, 29. O velório será realizado até terça-feira (12/2), às 14h e será aberto ao público. 
Ao longo do dia, jornalistas, admiradores e políticos lamentaram a morte do apresentador em redes sociais. Emocionados, os apresentadores da rádio Band News, que trabalhavam juntos com Boechat, interromperam a transmissão do programa ao saberem da morte do colega. Eles tiveram dificuldades em dar a notícia aos ouvintes e a emissora chegou a sair do ar por alguns minutos. Filho de um diplomata brasileiro, Ricardo Boechat apresentava o Jornal da Band, na TV Bandeirantes. Vencedor de três prêmios Essos, e o maior ganhador do Prêmio Comunique-se, o comunicador era um dos principais jornalistas do país.
O último comentário de Boechat  na rádio foi sobre as tragédias deste ano – o rompimento da barragem Mina do Feijão (MG), e o incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo. De perfil excêntrico e comentários ácidos, o jornalista era conhecido pelas críticas que fazia no jornal diário. 
Passageiros 
A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) divulgou, em nota, nesta tarde, que o helicóptero estava em situação regular. Mas, a empresa responsável pela aeronave, a RQ Serviços Aéreos Especializados LTDA, não podia transportar passageiros. 

Acidente
O helicóptero em que Boechat estava caiu no início da tarde desta segunda-feira (11/2), na via Rodoanel. O jornalista voltava de uma palestra em Campinas (SP) quando a aeronave tentou fazer um pouso de emergência, mas acabou acertando um caminhão que trafegava pela Rodovia Anhanguera.
O motorista da carreta teve ferimentos leves e não precisou ser socorrido em nenhum hospital. O piloto da aeronave, Ronaldo Quattrucci, também morreu em decorrência da queda do helicóptero. (informações do Correio Braziliense / foto: Reprodução/Facebook).
Do Portal Interior da Bahia

Nenhum comentário: