BRASILGÁS

BRASILGÁS

Aragom Modas

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Campeão brasileiro de 88 destaca retorno ao Fazendão: 'Um filme passa pela cabeça'

Campeão brasileiro de 88 destaca retorno ao Fazendão: 'Um filme passa pela cabeça'
Paulo Rodrigues relembrou momentos no Bahia | Foto: Ulisses Gama / BN
O ex-jogador Paulo Rodrigues foi um dos homenageados pelo Bahia, na manhã desta segunda-feira (18), no Fazendão. Ele esteve no encontro com os ex-atletas que conquistaram o Campeonato Brasileiro de 1988 pelo clube. Pura nostalgia, o ex-volante relembrou da sua passagem pelo Esquadrão de Aço.

“Muita alegria [visitar o Fazendão]. Um filme passa na cabeça. Estávamos relembrando dos campos, das piadas contadas pelo Evaristo. O Bahia tem um patrimônio muito grande que é a sua torcida. É a melhor do mundo. Está gravado no coração esse momento. Quando eu vejo a torcida do Bahia e quando toca o hino, me dá uma vontade de voltar a jogar. Acredito que todos os jogadores daquela época continuam Bahia”, destacou em entrevista ao Bahia Notícias.

Paulo aproveitou para contar um dos inúmeros “causos” do técnico Evaristo de Macedo: “O telefone tocava e ele não deixava ninguém atender. Quem atendia era ele. A noiva do Zé Carlos ligou, ele atendeu e disse que o Zé estava numa ligação em outra sala, falando com a esposa dele. Foi àquela confusão danada, nos divertimos muito. Levamos essas brincadeiras para a vida toda”.

O volante também relembrou a trajetória do Esquadrão naquela edição de Campeonato Brasileiro. Apesar dos grandes jogos contra Flu e Internacional, Paulo Rodrigues afirmou que o confronto contra o Sport foi o mais difícil na campanha do título.

“Um Campeonato Brasileiro da Série A é muito difícil iniciar já pensando em título. Depois que passamos pelo Sport, que era uma equipe boa, e para mim foi até mais difícil do que contra o Fluminense e o Inter, começamos a pensar no título. Foram jogos dificílimos”, revelou.

Rodrigues também comentou o atual momento vivido pelo Esquadrão de Aço. O ex-jogador vê o clube no caminho certo, tanto dentro, como fora de campo.

“Eu acompanho tudo, principalmente o Bahia fora do campo. É nota 10. O trabalho do presidente é excelente. É uma equipe formidável e uma estrutura muito boa. O trabalho vem sendo feito e os resultados estão sendo colhidos. Acredito que esse ano o clube fará boas campanhas. Estou muito feliz com o andamento do Bahia dentro e fora do campo”, exaltou.

Este é o segundo dia dos festejos dos 30 anos da conquista do bicampeonato brasileiro do Bahia. No último domingo (17), um trio elétrico, comandado pelo cantor Ricardo Chaves junto com a presença de outros campeões, abriram as comemorações com um desfile descendo pela orla de Ondina até a Barra.

Do Portal Bahia  Notícias/por Ulisses Gama / Gabriel Rios

Nenhum comentário: