BRASILGÁS

BRASILGÁS

Aragom Modas

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Vice-presidente da Fox Sports fala de expectativa para Copa do Nordeste

Vice-presidente da Fox Sports fala de expectativa para Copa do Nordeste
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias
O vice-presidente comercial do Fox Sports, Ivan Martinho, falou da expectativa do canal para a transmissão do Copa do Nordeste. Ele concedeu entrevista coletiva durante evento feito, na manhã desta quarta-feira (30), em Salvador, pelo canal para promover a exibição da Copa do Nordeste 2019, da qual detém os direitos de transmissão na TV fechada. Na aberta, a competição é exibida pelo TV Aratu/ SBT.

"É um misto de responsabilidade e ansiedade. É uma responsabilidade grande para nós, tem sido um aprendizado a cada jogo. Vamos para a terceira rodada, então tem sido um aprendizado. Temos a felicidade de cada jogo termos a audiência crescente. É um contrato de três anos e a gente tem a característica e o conhecimento de entender o que é o futebol como um todo, com os produtos que temos na casa como Libertadores, os campeonatos europeus, Copa do Brasil, todos esses. Mas agora temos o desafio de falar a linguagem e se mostrar a melhor opção para que o nordestino queira acompanhar a Copa do Nordeste. Sem dúvida alguma o Ba-Vi vai ser uma boa prova para colocar o nível de audiência da Copa do Nordeste em outro patamar e daí para cima", afirmou.

O contrato da Fox Sports permite a transmissão de um  jogo por rodada da Copa do Nordeste. Para esta terceira jornada, a partida escolhida foi o clássico Ba-Vi marcado para o próximo domingo (3), na Arena Fonte Nova. O duelo entre Bahia e Vitória vai começar às 17h no horário de Salvador. Martinho ainda comentou os pontos que despertaram o interesse do canal em transmitir o torneio.

"A gente sempre olhava, porque vimos o sucesso no concorrente e esses contratos têm prazo, mas não adiantava a gente querer antes, porque eles tinham um contrato assinado. Como fazemos com as outras competições, entendemos o que de fato tem a cara do canal e o que de fato o canal tem a cara e quais os ajustes temos que fazer para atender ao público local. A Copa do Nordeste como produto tem características de engajamento do torcedor, participação das marcas, ativos de competição super bem desenvolvidos que outras competições do Brasil não tem, como um mascote querido pelo público, uma taça icônica. São coisas que a gente vê numa Copa do Mundo, numa Champions League, mas a gente não vê como padrão em outras competições no Brasil. Isso dá resultado, gera audiência, engajamento, gera interesse das pessoas em assistir e gera o interesse das marcas em participar", destacou.

Geralmente, o que se vê na Fox Sports é uma atenção no eixo Rio-São Paulo. Segundo Ivan Martinho, criar um diálogo com o público nordestino será um grande desafio para a emissora.
 
 

"É um desafio interessante. A gente sempre teve na programação uma lógica de cobrir o esporte, futebol como um todo, mas com um olhar mais profundo para aquelas competições que a gente transmite. São 16 horas de programação ao vivo, mas que no fundo falam de futebol e outros esportes. Temos que olhar com mais profundidade para a Copa do Nordeste. E o assunto Copa do Nordeste não pode ser só do que acontece nas quatro linhas, mas muito do que acontece fora das quatro linhas que é o que chama atenção do torcedor, o que gera resenha no bar, dos amigos no trabalho", ressaltou.

O vice-presidente comercial do Fox Sports revelou quais serão as primeiras ações para conquistar o público regional. "A gente decidiu que ter a oportunidade de trazer a Copa do Nordeste para o canal era algo estratégico para nós, isso tem que vir acompanhado de uma série de ações. De imediato, a gente está vindo conversar, vindo ao mercado para visitar, fazendo muita mensuração da audiência também do que acontece nas redes sociais para saber o que estamos acertando, errando, quais os ajustes que devemos fazer. Nos primeiros jogos tivemos mais acertos do que erros, mas não quer dizer que a gente só acertou. Acho que esse acompanhamento diário de cada jogo e essa construção de qual é o time, a linguagem e o ângulo que vamos dar para encontrar a melhor forma de se comunicar com o público vai aumentar a audiência e o engajamento do público local para trazer as marcas locais e regionais que tanto queremos como parceiros da competição", falou.

Do Portal Bahia Notícias/por Glauber Guerra / Leandro Aragão

Nenhum comentário: