BRASILGÁS

BRASILGÁS

Aragom Modas

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

sábado, 26 de janeiro de 2019

Ricardo Ishmael acredita que aumento do 'JM' é resposta da Globo para priorizar o jornalismo

Ricardo Ishmael acredita que aumento do 'JM' é resposta da Globo para priorizar o jornalismo
Fotos: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias
Ao que parece, aquela antiga programação matutina da Globo - que a emissora justificava estar voltada especificamente para um público feminino e infantil, como a extinta "TV Globinho" - virou de fato coisa do passado. 

Prova disso é que nos últimos tempos, as crianças perderam seu espaço e o foco no jornalismo, inclusive através da programação local, vem ganhando mais tempo no ar. Esta semana, por exemplo, o “Jornal da Manhã” iniciou sua trajetória de duas horas de exibição (relembre aqui). O matinal agora é transmitido das 6h às 8h e, pelo menos nos primeiros dias, a audiência seguiu correspondendo.

É bem verdade que a atração comandada por Ricardo Ishmael e Thaic Carvalho já ficava em primeiro lugar na praça baiana, mas os números têm crescido ainda mais. “Isso vem ao encontro do que a gente já sabia: uma necessidade do público por maior conteúdo local, regional e estadual. É claro que queremos saber sobre os assuntos nacionais e internacionais e como impactam na nossa vida, mas vamos querer saber mais o que acontece no nosso quintal, na nossa região. Esse desejo por conteúdo local explica, de uma certa maneira, esse aumento nos números desde que o jornal passou a ter duas horas. É o termômetro que o caminho é esse”, vibrou Ishmael em visita ao Bahia Notícias.  

Historicamente, a Globo ficou conhecida por ter sua grade bem fechada e com horários determinados para as afiliadas. Sendo assim, uma atitude como essa de ceder espaço da programação nacional demonstra, no mínimo, um voto de confiança. “Isso parte de um alinhamento nacional que já vinha sendo discutido com a Rede Globo, partindo da percepção de que o público quer o conteúdo local. Já buscávamos isso. Essa mudança agora vem atender a essa busca. Vem dentro dessa lógica de entender que temos que ter mais espaço para o jornalismo. Reparem que a programação da Globo se fortalece mais com o jornalismo. É a consolidação de uma manhã voltada para o jornalismo”, atentou.
Questionado se tal “permissão” não veio por questão de competitividade entre as emissoras, especialmente aqui na Bahia, em que a “briga” pelo público de casa é forte, já que a TV Itapoan e até a TV Aratu conseguem liderar em determinados horários, Ricardo amenizou. “Acho que tem mais a ver com o fato de que o nosso público mudou. E se ele muda, nós mudamos também. Não queremos perder essas pessoas”, lembrou. Porém, admitiu: “É claro que temos uma concorrência mais próxima do que alguns anos. É natural. A gente busca informações de formas variadas. Sem falar que hoje o cidadão não necessariamente assiste, ele consome nas outras plataformas da gente, como o GloboPlay, portais de notícias. Ele continua com a gente. Contudo, acredito que com esse mais tempo, teremos um fortalecimento do local. O momento para mudança é agora”.

Além do tempo no ar, que o comunicador pontua como “a percepção que temos agora um desafio maior, uma responsabilidade maior de oferecer conteúdo ao nosso público”, o “Jornal da Manhã” ganhou também novos quadros. “Especificamente, temos algumas ações. Para para começar, criamos o ‘Repórter Turista’. A ideia é que nossos colegas circulem pelas regiões para trazer para aquelas pessoas que viajam um olhar diferenciado daquele lugar. Temos também o ‘Afro Job’, que é uma parceria com a turma do G1 Bahia. A ideia é que os repórteres tragam iniciativas de empreendedorismo da população negra, que estejam servindo de exemplo para outras pessoas. É importante pelo lugar de fala. Porque uma coisa sou eu, Ricardo, falar. Outra coisa é um repórter fazer alguém da comunidade falar de si, sabe? Estou muito feliz com esse quadro. Temos algumas inserções como acontece com o G1 em minuto também”, enumerou. Ricardo entrou para a equipe da TV Bahia em 2009 e no seguinte foi promovido a apresentador titular do "Jornal da Manhã". 

Do Portal Bahia Notícias/por Júnior Moreira Bordalo

Nenhum comentário: