BRASILGÁS

BRASILGÁS

Aragom Modas

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

PF investigará suposta tentativa de atentado terrorista contra Bolsonaro na posse

PF investigará suposta tentativa de atentado terrorista contra Bolsonaro na posse
Foto: Reprodução / Jorge William
A Polícia Federal (PF) vai apurar uma suposta ameaça de atentado na posse do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), marcada para o dia 1º de janeiro de 2019. Segundo uma fonte da PF ao jornal Estado de S.Paulo, a atuação do órgão na posse presidencial não será alterada.

Ainda de acordo com a reportagem, a autoria do atentado seria de um grupo que se define como terrorista e reivindicou ter colocado uma bomba em uma igreja em Brazlândia, região administrativa do Distrito Federal, na madrugada de Natal, no dia 25. O artefato explosivo foi desarmado pela Polícia Militar.

Em investigações prelimanares, o caso e chegou a um grupo autointitulado “Maldição Ancestral”, que disse ter colocado a bomba ao lado da Igreja Santuário Menino Jesus, no centro de Brazlândia. As informações da Polícia Civil foram remetidas à PF, que tem atribuição de investigar suspeitas de ameaças a presidentes da República. O

“Se a facada não foi suficiente para matar Bolsonaro, talvez ele venha a ter mais surpresas em algum outro momento, já que não somos os únicos a querer a sua cabeça”, diz um trecho de texto no site do grupo autodenominado antipolítico e terrorista. 

“Dia 01 de Janeiro de 2019 haverá aqui em Brasília a posse presidencial, e estamos em Brasília e temos armas e mais explosivos estocados…”, acrescentou o grupo. A investigação sobre a tentativa de atentado na igreja em Brazlândia continuará a ser apurada pela 18ª Delegacia de Polícia Civil.

Do Portal Bahia Notícias

Nenhum comentário: