BRASILGÁS

BRASILGÁS

Aragom Modas

NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

Futuro ministro da Cidadania propõe limite de horário para venda de bebidas alcoólicas

Futuro ministro da Cidadania propõe limite de horário para venda de bebidas alcoólicas
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil
Nomeado futuro ministro da Cidadania pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), o deputado federal Osmar Terra (MDB-RS) acredita que uma medida eficiente para reduzir os índices de violência seria limitar o horário para venda de bebida alcoólica. Ele afirma que a maior parte dos acidentes e mortes são provocados por pessoas embriagadas após a meia-noite, portanto, esse limite poderia ser definido ao menos em locais mais violentos.

"Antes de sair do governo Temer, fui à Islândia conhecer o programa de juventude que mais reduziu o consumo de drogas na Europa. Eles saíram da juventude que mais usava drogas para a que menos usa hoje. O eixo principal é o esporte, a música e a dança. Ele mantém o pessoal permanentemente ocupado. É claro que é um país de 500 mil habitantes. Eles têm circunstâncias diferentes. Não deixam expor bebidas alcoólicas em nenhum lugar, têm um toque de recolher. Depois das 22h, jovens com menos de 18 anos não podem andar sozinhos na rua. Claro que é uma realidade bem diferente. Mas aqui, por exemplo, se reduzir o horário de venda de bebidas alcoólicas em restaurante, em bar, é uma coisa que se pode pensar. Podemos fazer junto com o Moro, na Justiça, uma política de redução da violência", defendeu em entrevista ao jornal O Globo.

De acordo com a publicação, ele é radicalmente contra o uso de drogas, inclusive o álcool. Terra disse que tem conversado sobre sua ideia com o presidente, mas nenhuma decisão foi tomada a respeito. O objetivo, nas palavras dele, é tornar a música e o esporte o "barato" que a droga dá a juventude.

Seu ministério, a que chama de "monstro", vai concentrar os setores de Desenvolvimento Social, Cultura e Esporte. Com trabalhos voltados para pessoas com necessidades especiais, a primeira-dama Michelle Bolsonaro "vai participar de tudo que tiver nessa área" dentro da pasta.

Do Portal Bahia Notícias

Nenhum comentário: