BRASILGÁS

BRASILGÁS

Aragom Modas

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

MP-BA terá participação em taxas judiciárias e poderá arrecadar R$ 6 milhões em 2019

MP-BA terá participação em taxas judiciárias e poderá arrecadar R$ 6 milhões em 2019
Foto: Cláudia Cardozo/ Bahia Notícias
O Ministério Público da Bahia (MP-BA) passará a ter participação em 1% nas taxas judiciárias. O Projeto de Lei nº 22.918/2018, proposto pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), aprovado nesta terça-feira (27), pela Assembleia Legislativa da Bahia. 

Com a aprovação do projeto, o MP arrecadará aproximadamente R$ 6 milhões, que serão destinados ao Fundo de Modernização. Os recursos servirão para melhorias na infraestrutura física e tecnológica da instituição, com o objetivo de melhorar a prestação dos serviços à sociedade.

A participação do MP nas taxas judiciárias foi reivindicada pela procuradora-geral de Justiça Ediene Lousado. O presidente do TJ, desembargador Gesivaldo Britto, apoiou o pedido da chefe do MP baiano. O percentual pode ser revisto em 2019, quando for encaminhado projeto para a reestruturação dos cartórios. 

O Ministério Público tem participação direta e indireta na quase totalidade das ações judiciais em trâmite na justiça estadual, além de ter parte em diversos atos extraprocessuais. Entretanto, todos os órgãos públicos que integram o sistema de justiça na Bahia, menos o Ministério Público, possuíam participação nas receitas decorrentes de taxas judiciárias e serviços notariais e de registros. “Esta é uma conquista que inicia uma reparação histórica com a nossa instituição”, afirmou a procuradora-geral de Justiça Ediene Lousado.

Do Portal Bahia Notícias

Nenhum comentário: