BRASILGÁS

BRASILGÁS

Aragom Modas

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Gêmeos são presos usando pontos eletrônicos e RGs falsos durante prova do Enem

Irmãos foram presos com ponto eletrônico durante prova do Enem em Montes Claros | Foto: Juliana Gorayeb/G1
Irmãos foram presos com ponto eletrônico durante prova do Enem em Montes Claros | Foto: Juliana Gorayeb/G1
Dois rapazes, de 22 anos, foram presos em Montes Claros no início da tarde deste domingo (4) suspeitos de tentarem fraudar o Exame Nacional do Ensino Médio, no primeiro dia de provas. 

Segundo informações da Polícia Militar, os dois são irmãos gêmeos e foram flagrados na mesma sala logo no início da aplicação das provas; eles estavam utilizando pontos eletrônicos, aparelhos celulares, fones de ouvido e documentos de identidade falsos. O caso foi registrado na Escola Estadual Armênio Veloso, no Bairro de Lourdes. 

Segundo o coordenador municipal do Enem em Montes Claros, Osmano de Sousa, os irmãos foram vistos em atitude suspeita dentro da sala de aula, por volta das 13h30. Os aplicadores informaram à coordenação, que solicitou que os dois fossem revistados. Os gêmeos tinham nos bolsos telefones celulares, fones de ouvido e identidades falsas. Nos ouvidos eles utilizavam pontos eletrônicos. 

O INEP não autorizou um representante a comentar o assunto; Osmano de Sousa afirmou ao G1 que o fato trata-se de um caso isolado e não houve outros registros em nenhuma outra escola da cidade. Sousa garantiu ainda que todas as medidas cabíveis foram tomadas e a ocorrência não prejudicou os outros alunos que prestavam prova no colégio Armênio Veloso. A Polícia Militar registrou boletim e encaminhou os irmãos à Polícia Federal no fim da tarde deste domingo. 

Não há informações sobre como o esquema de fraude eletrônica funcionaria e quem repassaria as respostas aos irmãos. O INEP informou que os dois envolvidos foram desclassificados do Enem. De acordo com a Polícia Federal, os irmãos responderão pelo crime previsto no artigo 311-A, inciso III do Código Penal [fraude em certame público], com pena de 1 a 4 anos; eles serão levados a uma unidade prisional. O advogado dos rapazes não foi localizado até esta publicação.

Do Portal NS/Fonte:G1 Grande Minas

Nenhum comentário: