BRASILGÁS

BRASILGÁS

Aragom Modas

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Faculdade pesquisa efeitos de projeto do MP que retira proteína animal de merenda escolar

Faculdade pesquisa efeitos de projeto do MP que retira proteína animal de merenda escolar
Foto: Reprodução/ TV Bahia
Os efeitos da merenda escolar proposta pelo Programa Escola Sustentável, idealizado pela promotora de Justiça Letícia Baird, será objeto de pesquisa da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. O projeto atende 1850 crianças e adolescentes, de 160 escolas e creches das cidades de Biritinga, Serrinha, Barrocas e Teofilândia, no sertão baiano. A pesquisa vai avaliar mudanças ao longo da intervenção do programa, desenvolvido pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA). O estudo terá duração de dois anos.

A autora do programa afirma que a pesquisa demonstra a “seriedade do Programa Escola Sustentável em relação ao acompanhamento da saúde e nutrição dos alunos, além de proporcionar à comunidade científica a produção de dados de utilidade pública”.  A pesquisa vai avaliar os efeitos da redução do consumo de derivados animais e aumento de frutas, verduras, grãos e leguminosas na merenda escolar. Serão avaliados nos estudantes o índice de massa corporal, circunferências do braço e da cintura e outros parâmetros corpóreos, a microbiota intestinal e os níveis de micronutrientes como ferro e vitamina B12. Os dados serão correlacionados ao histórico alimentar dos estudantes.

Serão escolhidos estudantes de quatro escolas, selecionadas aleatoriamente, respeitando a proporção entre alunos da zona rural e zona urbana. A pesquisadora Ana Marice Teixeira Ladeia desenvolverá o trabalho junto à pós graduação em Medicina e Saúde Humana da faculdade. O projeto foi aprovado na última segunda-feira (15) em comissão de ética em pesquisa e será desenvolvido na pós-graduação em Medicina e Saúde Humana.

O projeto foi questionado pela Sociedade Brasileira de Pediatria por excluir a proteína animal da merenda escolar, por ser importante como fonte de ferro, zinco e cálcio na alimentação das crianças. Até o final de 2019, todo o cardápio da merenda escolar nestas cidades não terá mais a proteína animal. A ideia do projeto é aproveitar melhor os recursos públicos com uma alimentação mais adequada para os estudantes.

Do Portal Bahia Notícias

Nenhum comentário: