BRASILGÁS

BRASILGÁS

Aragom Modas

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

sábado, 21 de julho de 2018

Partido do centrão retoma negociações com Ciro e ameaçar retirar apoio a Alckmin

Partido do centrão retoma negociações com Ciro e ameaçar retirar apoio a Alckmin
Deputado Paulinho da Força, presidente do Solidariedade | Foto: Agência Brasil
Presidente do Solidariedade, o deputado federal Paulinho da Força (SP) está ameaçando deixar o pré-candidato à Presidência da República Geraldo Alckmin (PSDB) para apoiar o candidato ao Planalto do PDT, Ciro Gomes.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o partido está sendo pressionado por sindicalistas a sair da aliança com partidos do centrão – DEM, PP, PR e PRB -, que fecharam apoio à campanha de Alckmin. Os líderes sindicais reclamam dos termos fechados pelo bloco para selar aliança com o tucano e sugeriram que Paulinho retomasse as conversas com Ciro

Ainda segundo a publicação, a proposta, vista com ceticismo tanto por auxiliares de Ciro como de Alckmin, é que, se o ex-governador do Ceará conseguir atrair PSB e PC do B, o Solidariedade poderia mudar de lado e se somar a eles.

O cerne da possível deserção do Solidariedade está na reforma trabalhista. Alckmin é favorável à nova lei, que excluiu o imposto sindical. No entanto, ele se comprometeu a rever novas formas de financiamento para entidades. Já Ciro defende a revogação da reforma, o que é visto com entusiasmo pelas centrais. 

Por causa das especulações, Alckmin usou sua conta no Twitter nesta sexta para dizer que não vai revogar "nenhum dos pontos da reforma trabalhista" e que não havia "plano de trazer de volta a contribuição sindical".

Do Portal Bahia Notícias

Nenhum comentário: