BRASILGÁS

BRASILGÁS

BERG ARAGOM NOVO

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

quarta-feira, 4 de julho de 2018

DataPoder: a 3 meses da eleição, Bolsonaro é líder e ‘não voto’ tem 42%

A 3 meses da eleição presidencial de 7 de outubro, pesquisa DataPoder360 revela grande indecisão por parte dos eleitores, Jair Bolsonaro (PSL) na liderança isolada em cenários sem Lula e 5 candidatos embolados em 2º lugar, com leve vantagem para Ciro Gomes (PDT).
O maior percentual da pesquisa é a taxa de “não voto”, de 40% a 42%, a depender do cenário testado, dizem que votarão em branco ou nulo ou que estão indecisos ou não respondem.
Essa tem sido uma tendência em disputas eleitorais recentes. No Tocantins, em junho de 2018, a taxa de “não voto” foi de 52% numa eleição suplementar para governador. No Amazonas, que também escolheu 1 governador tampão em 2017, o “não voto” ficou perto de 40%.
DataPoder360 realizou 5.500 entrevistas por meio de telefones fixos e celulares de 25 a 29 de junho. Foram atingidas 229 cidades em todas as regiões do país. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. O registro do estudo no TSE é BR-05297/2018.
Foram testados 2 cenários, ambos já usados no levantamento de maio. Por essa razão é possível comparar as duas pesquisas.
No 1º cenário foram incluídos apenas os 6 candidatos mais competitivos, os que têm 5% ou mais de intenção de voto nos últimos meses.
Já no 2º cenário o DataPoder360 testou os nomes de 15 pré-candidatos a presidente.
A seguir, o resultado geral nos 2 cenários pesquisados no final de maio e no final de junho:
Não foi incluído desta vez o nome do tucano João Doria como opção de candidato a presidente pelo PSDB. O ex-prefeito de São Paulo foi testado em maio. Pontuou 6% no DataPoder360, uma taxa semelhante à obtida por Geraldo Alckmin, o que dificulta a troca de nomes pelo PSDB a esta altura do processo. Doria deve permanecer como candidato ao governo de São Paulo.
O potencial de voto de Luiz Inácio Lula da Silva foi pesquisado (é de até 35%) e também a opinião dos lulistas sobre quem o petista deve apoiar se não for candidato (Fernando Haddad se aproxima de Ciro Gomes). Há também a taxa de rejeição ao governo Michel Temer (76%), neste relato.
Destaques da pesquisa
A rodada de 25 a 29 de junho do DataPoder360 foi realizada em meio à Copa do Mundo de futebol na Rússia. O evento esportivo galvaniza a atenção dos brasileiros. É natural que poucas mudanças ocorressem agora na corrida presidencial.
Do Portal Interior da Bahia

Nenhum comentário: