BRASILGÁS

BRASILGÁS

Aragom Modas

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

quarta-feira, 25 de julho de 2018

Conheça um pouco mais sobre o Cerro-URU, adversário do Bahia nesta noite pela Sul-Americana

O Bahia volta a campo na noite desta quarta-feira (25), às 21h45, no Estádio de Pituaçu, para enfrentar a equipe do Atlético Cerro-URU, pela partida de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana. E a equipe do Galáticos Online traz para os seus leitores um breve levantamento sobre o adversário desta noite do Esquadrão de Aço.
Fundado em 1º de dezembro de 1922, o Club Atlético Cerro tem sede na cidade de Montevidéu, capital do Uruguai. O clube alviceleste, apesar dos 95 anos de existência, é considerado um emergente no futebol uruguaio, já que nunca conquistou o título da primeira divisão do país. O mais perto que chegou disso foi em um vice-campeonato diante do Peñarol no ano de 1960.
Por outro lado, o Cerro conquistou a segunda divisão uruguaia nos anos de 1940, 1941, 1946 e 1998. Já sobre competições internacionais, o clube já disputou a Libertadores da América nos anos de 1995, 2010 e 2017, mas essa é apenas a sua primeira participação na Copa Sul-Americana.
Curiosidade
O time alviceleste foi responsável por revelar um dos maiores zagueiros da história recente do futebol uruguaio. O defensor Diego Godín, que hoje é titular absoluto do Atlético de Madrid-ESP, e da seleção uruguai, teve o Cerro como seu primeiro clube profissional entre os anos de 2003 e 2006, antes de se transferir para o Nacional.
Momento
Na primeira fase da competição, o Cerro eliminou o Sport Rosário, do Peru, com um empate por 0 a 0, fora de casa, e uma vitória por 2 a 0 no seu mando de campo, o Estádio Luís Trócoli, que tem capacidade para cerca de 25 mil torcedores.
O time uruguaio chega para esse duelo contra o Bahia com uma invencibilidade de 15 jogos, somando oito vitórias e sete empates nesse período. No primeiro semestre eles disputaram o Torneio Apertura, que é uma espécie de 1º turno do Campeonato Uruguaio, e ficaram na sétima posição, com 25 pontos em 15 jogos.
Depois, no torneio Intermédio, uma espécie de segunda fase do Apertura, de onde sai o campeão, o time ficou em segundo lugar no seu grupo, e viu o Nacional se classificar para a final contra o vencedor do outro grupo, o Toque, e conquistar o título.
Durante o período da Copa do Mundo, o time ficou 49 dias sem atuar em partidas oficiais. A última partida do Cerro antes do Mundial aconteceu no dia 6 de junho, onde empatou com o Racing, em casa, por 0 a 0. Depois disso, o time só voltou a atuar no último sábado (21), onde empataram por 1 a 1 com o Liverpool, na estreia do torneio Clausura, uma espécie de 2º turno do nacional.
Destaques
Três jogadores da equipe uruguaia inspiram cuidados. Começando pelo meia Felipe Klein, brasileiro de 31 anos, revelado pelo Internacional, e que está no clube desde 2016. Além dele, o camisa 10, Aníbal Hernandez, é o maestro da equipe e merece atenção, assim como o jovem atacante Nicolás González, artilheiro da equipe que já marcou sete gols em 20 jogos com a camisa do Cerro.
Do Portal Galáticos Online/Foto: Cerro.org.uy

Nenhum comentário: