BRASILGÁS

BRASILGÁS

BERG ARAGOM NOVO

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

quarta-feira, 4 de julho de 2018

Câmara aprova projeto que impede ministros do STF de suspenderem leis sozinhos

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/Arquivo
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/Arquivo
A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou nesta terça-feira (3) um projeto que proíbe ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) de suspenderem leis por decisões individuais, as chamadas de “monocráticas”. 

Agora, a proposta tramitará da seguinte forma: seguirá para o Senado se não houver recurso para que o plenário da Câmara analise a proposta. De acordo com o G1, o texto discutido pelo Congresso altera as leis que regulamentam o andamento das ações diretas de inconstitucionalidade (ADIs) e das ações de descumprimento de preceito fundamental (ADPFs), usadas para questionar, junto ao STF, se uma lei aprovada pelo Congresso e sancionada pelo presidente está ou não de acordo com a Constituição. 

O projeto prevê que, a partir da sanção da lei, as decisões sobre ADIs passarão a ser concedidas “exclusivamente” por decisão da maioria absoluta dos ministros do STF. Já em relação às ADPFs, o texto afirma que “apenas” por decisão da maioria absoluta dos integrantes é que o STF poderá atender a pedido de liminar (decisão provisória). O autor do projeto é o deputado federal Rubens Pereira Júnior (PCdoB-MA). 

Do Portal NS

Nenhum comentário: