BRASILGÁS

BRASILGÁS

BERG ARAGOM NOVO

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

domingo, 22 de julho de 2018

Bahia domina o clássico, vence o Vitória por 4 a 1 e deixa a zona de rebaixamento da Série A

Mesmo com toda a pressão pelos resultados recentes e pela confusão no desembarque da equipe na última sexta-feira (20), o Bahia venceu o rival Vitória pelo placar de 4 a 1, na tarde deste domingo (22). 
Com esse resultado, o Esquadrão deixou a zona de rebaixamento e pulou para a 13ª posição, com 16 pontos, enquanto o Leão foi ultrapassado pelo rival e caiu para a 14ª colocação, com 15 pontos.
O JOGO
O jogo começou quente. Logo no primeiro minuto, Tiago recebeu a bola sozinho na defesa, Neilton dividiu forte com ele, roubou a bola que sobrou na entrada da área e Walter Bou chegou chutando para defesa de Anderson. Na sequência, numa disputa aérea, Jeferson fez falta em Zé Rafael, os dois continuaram discutindo e receberam cartão amarelo. Detalhe que esse foi o terceiro do camisa 10 tricolor, que está suspenso para a próxima partida.
Mas após o início intenso, a partida foi ficando mais tranquila e o Bahia pouco a pouco foi ocupando mais o campo adversário. Aos 12 minutos, numa cobrança de lateral pela esquerda, Léo colocou a bola na área, Tiago desviou na primeira trave e a bola sobrou para Vinícius, que chutou por cima.
Até que aos 15 minutos, Léo pegou uma sobra de bola, avançou pela meia esquerda e tocou para Zé Rafael, que de primeira, bateu colocado e com efeito para encobrir Elias e abrir o placar.
Após o primeiro gol, o Bahia não diminuiu o ritmo e seguiu buscando o gol adversário com intensidade. Aos 24minutos, o meia Zé Rafael invadiu a grande área pela direita e foi derrubado por Fillipe Soutto, o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Vinícius bateu para defesa de Elias, no rebote, ele mesmo aproveitou e marcou o segundo do Esquadrão.
Aos 32 minutos, o Vitória voltou a assustar. Numa cobrança de escanteio, Gilberto tentou afastar mas a bola sobrou para Fillipe Soutto que bateu mascado, e Kanu desviou de letra para grande defesa de Anderson a queima roupa. Depois desse segundo gol, a partida ficou um pouco mais amena, sem grandes chances para os dois lados. Com isso a primeira etapa terminou com 2 a 0 para o Tricolor.
2º TEMPO
A segunda etapa teve início com o Vitória mais propositivo. Logo aos quatro minutos, Fillipe Soutto teve liberdade na entrada da área e chutou no canto para boa defesa de Anderson. O tempo foi passando e as duas equipes seguiam sem criar chances claras de gol.
Até que numa cobrança de falta pela direita, a zaga do Vitória afastou, Gregore, de cabeça, colocou a bola na área novamente, Tiago dominou e tocou no canto esquerdo do adversário para ampliar. E sem tempo para reação, o Esquadrão avançou pela esquerda com Zé Rafael, ele cruzou pra área e o centroavante Gilberto, de primeira, bateu de esquerda para ampliar.
Após o quarto gol, o Bahia diminuiu um pouco mais o ímpeto, e o técnico Vagner Mancini fez algumas modificações na sua equipe. Até que aos 27 minutos, Bryan cruzou a bola pela esquerda, e o lateral-direito Lucas, que entrou na segunda etapa, cabeceou bem para fazer o primeiro do Leão.
O rubro-negro ainda perdeu um jogador, depois que Bryan chegou com as travas da chuteira por cima numa dividida com Edson, recebeu o segundo amarelo, e foi expulso aos 29 minutos. Por fim, aos 39 minutos, o técnico Vagner Mancini reclamou bastante com a arbitragem e também foi expulso da partida.
O rubro-negro ainda chegoua ter uma chance de diminuir o placar com Kanu, e o Bahia, de ampliar, com Marco Antônio, mas a partida se encerrou com o placra de 4 a 1.
FICHA TÉCNICA
Bahia 4 x 1 Vitória - Campeonato Brasileiro da Série A (14ª rodada)

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data e horário: Domingo, 22 de julho de 2017, às 16h
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ-FIFA)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Henrique Alves de Lima Filho (ambos do RJ)
Adicionais: Daniel Victor Costa Silva e Alexandre Vargas Tavares de Jesus (ambos do RJ)
Cartões Amarelos: Zé Rafael e Lucas Fonseca(Bahia) / Jeferson, Walter Bou, Arouca, Bryan 2x (Vitória)
Cartão Vermelho: Bryan (Vitória)
Gols: Zé Rafael, Vinícius, Tiago e Gilberto (Bahia) / Lucas (Vitória)
Escalação do Bahia:
Anderson; Bruno, Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Gregore (Edson) e Elton; Vinícius, Zé Rafael e Edigar Junio (Marco Antônio); Gilberto.
Técnico: Enderson Moreira.
Escalação do Vitória:
Elias; Jeferson (Lucas), Kanu, Aderllan e Bryan; Arouca e Fillipe Soutto, Neilton (Willian Farias), Erick e Luan; Walter Bou (Yago).
Técnico: Vagner Mancini.
Mesmo diante da pressão com que chegou para o clássico BaVi, o Bahia venceu o seu maior rival pelo placar de 2 a 0, na Arena Fonte Nova, e conseguiu dar uma tranquilizada na sua situação. Porém, apesar do grande resultado deste domingo (22), o técnico Enderson Moreira ganhou uma grande dor de cabeça para o próximo duelo pela Série A do Campeonato Brasileiro.
Responsável por fazer um gol e sofrer um pênalti na partida, o meia Zé Rafael recebeu o seu terceiro cartão amarelo e está suspenso da partida contra o Atlético-MG, que acontecerá às 20h da próxima segunda-feira (30), na Arena Fonte Nova. Curiosamente Zé recebeu o amarelo em um lance em que sofreu a falta do lateral Jeferson, do Vitória, mas ficou discutindo com o adversário e foi advertido.
Com a ausência de Zé Rafael, o técnico Enderson Moreira tem muitas opções para a posição. O lateral Mena, que já foi utilizado no meio de campo é uma das opções, assim como os meias Régis e Marco Antônio, além do atacante Élber.
Do Portal Galáticos Online

Nenhum comentário: