BRASILGÁS

BRASILGÁS

Aragom Modas

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Governo publica edição extra do Diário Oficial com medidas prometidas aos caminhoneiros e greve pode terminar

Foto Tânia Rêgo/Agência Brasil
Foto Tânia Rêgo/Agência Brasil
Representantes de caminhoneiros autônomos afirmaram que aprovam as medidas para a categoria anunciadas neste domingo (27) pelo presidente Michel Temer. Com a nova proposta, detalhada por Temer durante pronunciamento, o governo espera encerrar a greve dos caminhoneiros, que chegou neste domingo ao sétimo dia. 

Entre as medidas, publicadas no Diário Oficial no fim da noite deste domingo,  estão a redução de R$ 0,46 no preço do litro do diesel por 60 dias; a possibilidade de a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) contratar transporte rodoviário de cargas sem procedimento licitatório para atender até 30% da demanda; a instituição da política de preços mínimos para o transporte de cargas; e a isenção de cobrança de pedágio sobre os eixos suspensos para os veículos que circularem vazios. 

A publicação era uma das condições impostas pelos caminhoneiros para encerrar o movimento. “Saiu no ‘Diário Oficial’, a nossa recomendação é que aceitem [as propostas e liberem as estradas]”, disse Carlos Alberto Litti Dahmer, presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Carga (Sinditac) de Ijuí (RS). 

“Daquilo que se propunha, o nosso movimento está contemplado. Nós queríamos piso mínimo de frete, suspensão no preço do combustível do PIS-Cofins, que está contemplado, queríamos a suspensão por 60 dias de novos reajustes para ter previsibilidade e o setor se organizar. Está contemplado”, afirmou Dahmer. Durante o pronunciamento de Temer, foram registrados panelaços no DF, Rio de Janeiro e São Paulo. 

Do Portal NS/Fonte: G1

Nenhum comentário: