BRASILGÁS

BRASILGÁS

Aragom Modas

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Fim da Copa do Nordeste? Principais clubes da região articulam nova competição já para 2019

Mesmo com a Copa do Nordeste de 2018 ainda em andamento, com a fase de quartas de final a ser disputada, tudo indica que a competição não deve ser realizada nos mesmos moldes a partir de 2019. 
Conforme já tinha sido noticiado pelo Galáticos Online na última semana, dirigentes dos 7 principais clubes da região (Bahia, Vitória, Sport, Santa Cruz, Náutico, Ceará e Fortaleza) se reuniram para discutir mudanças significativas na Lampions.
E parece que desde a última reunião, houve uma evolução no quadro. Pelo menos o que o jornalista João de Andrade Neto, do site “Super Esportes”, de Pernambuco. Segundo o profissional, os dirigentes desses clubes voltarão a se encontrar na próxima semana, dessa vez, em Salvador, para acertar os últimos detalhes dessa nova competição, que já teria inclusive um nome e um slogan: “Campeonato do Nordeste, aqui só joga campeão”.
Ainda de acordo com o Super Esportes, essa nova competição teria a chancela da CBF, com isso evitaria aquele aspecto de “competição pirata”, além de dificuldades com datas, semelhante ao que ocorreu com a “Primeira Liga”. A atual “Copa do Nordeste” seguiria tendo as 12 datas disponíveis, contudo, sem a presença dos principais clubes, o que, inviabilizaria comercialmente a atual competição. Com isso, as datas seriam utilizadas pelo novo torneio.
Vale ressaltar que toda essa discussão sobre a mudança dos moldes do torneio se dá por questões financeiras. Os clubes reclamam da atual premiação que é paga na “Copa do Nordeste”, que é de cerca de R$ 22 milhões, além de mais R$ 8 milhões que são gastos com passagens, hospedagens e arbitragem.
A partir da mudança, os clubes fazem uma projeção de R$ 50 milhões logo no primeiro ano, além de uma expectativa de que esse valor suba para R$ 100 milhões em cinco anos.  Além disso, enquanto atualmente o campeão da Copa do Nordeste recebe de R$ 3,2 a R$ 3,5 milhões, os clubes esperam que os clubes recebam um valor médio de R$ 5 milhões logo de início. Para isso, ainda de acordo com o jornalista pernambucano, essa nova competição regional teria o aporte financeiro da Rede Globo.
Do Portal Galáticos Online/Foto: Rafael Ribeiro / CBF

Nenhum comentário: