Lucas Chicabana

Lucas Chicabana

BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

sexta-feira, 9 de março de 2018

Vagner Mancini é punido com 5 jogos. Ramon e Bruno Bispo são inocentados

O pleno do Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia está julgando neste momento os recursos das penas impostas aos jogadores de Bahia e Vitória, no triste BA-VI batizado de BA-VI da vergonha realizado último dia 18 no Estádio Manoel Barradas Carneiro, finalizado com o placar de 1 x 1 e posteriormente o Esporte Clube Bahia sendo declarado vencedor pelo placar de 3 x 0, em ato administrativo da Federação Bahiana de Futebol.
O zagueiro Kanu, inicialmente apenado como 10 jogos teve a punição ampliada agora 11 jogos, acrescido de 90 dias considerando todas as competições, além de R$ 75 mil de multa. Já o atacante Vinicius do Bahia que antes havia sido punido por 2 jogos, teve a pena mantida, assim com os demais jogadores. Como Vinícius já cumpriu dois jogos de suspensão (Atlântico e Juazeirense), pode atuar normalmente pelo Esquadrão.
Já em um dos momentos mais esperados desta noite, o técnico Vagner Mancini, absolvido no primeiro momento, agora foi punido com CINCO jogos de suspensão. Foram quatro votos por cinco partidas de suspensão, e outros quatro por seis. Como o empate beneficia o réu, Mancini está suspenso por cinco partidas. 
Decisão da 1ª Comissão Disciplinar foi mantida no caso de Bruno Bispo e Ramon, e eles estão liberados para atuar. Lembrando que os punidos podem recorrer às decisões do TJD-BA e no caso dos atletas podem continuar jogando caso consigam outro efeito suspensivo.
Os auditores afirmaram que as “leituras labiais feitas da declaração de Mancini gera indícios suficientes para comprovar a ordem pelo segundo amarelo”. Alguns dos julgadores “inocentaram” os atletas alegando que foram instrumentos do treinador. “Entendo que partiu do técnico a ordem para Bruno Bispo forçar o segundo amarelo e encerrar a partida”, disse um dos. Periandro ainda citou a postura de Bryan e Neilton: “Eles pediram para o árbitro dar o cartão amarelo”.
Votação – Ramon, Bruno e Vagner Mancini
José Gomes – 5 partidas para Mancini
Marcus Welber – 6 partidas para Mancini, 3 jogos para Ramon e Bruno Bispo
Márcio Martins – 6 partidas para Mancini, 3 jogos para Bruno

Hélio Menezes – 5 partidas para Mancini
Pedro Casali – 5 partidas de Mancini
João Paulo de Souza – 6 partidas para Mancini, 3 jogos para Ramon e Bruno
Fábio Periandro – 6 jogos para todos
Eduardo Motta – 5 partidas para Mancini

Do Portal Futebol Bahiano/Foto: Maurícia da Matta

Nenhum comentário: