Lucas Chicabana

Lucas Chicabana

BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

sexta-feira, 2 de março de 2018

Australiano que voltou a nadar com 80 anos bate recorde mundial aos 99

O nadador George Corones, de 99 anos, bateu o recorde mundial de 50 metros livre na categoria de sua faixa etária Foto: Facebook/Australian Dolphins Swim Team
O nadador George Corones, de 99 anos, bateu o recorde mundial de 50 metros livre na categoria de sua faixa etária | Foto: Facebook/Australian Dolphins Swim Team
O nadador australiano George Corones, de 99 anos, bateu o recorde mundial de 50 metros livre na categoria para homens da faixa etária de 100 a 104 anos na seletiva para o campeonato australiano para os Jogos da Commonwealth de 4 a 15 de abril, mês em que ele completará um século de vida. 

Corones estabeleceu o tempo de 56,12 segundos, nesta quarta-feira, na piscina Gold Coast Aquatic Center, que hospedará a natação nos Jogos. O nadador foi único concorrente em sua categoria e a organização do evento permitiu que ele nadasse antes dos demais para que justamente tentasse romper o registro do grupo de idade 100-104 de um minuto e 31,19 segundos estabelecido em 2014 pelo britânico John Harrison. “Quando estou competindo, nada existe acima da água”, disse o nadador à emissora australiana “7 News”. 

Ele já era conhecido no país por seu talento no esporte. O australiano não conseguiu, porém, reivindicar os recordes mundiais de curta duração anteriores devido à falta de equipamentos operacionais automatizados na piscina. 

Corones disse à “Australian Broadcasting Corporation” em 2013 que nadava bastante quando era jovem, mas a Segunda Guerra Mundial o forçou a parar. Ele retomou a prática esportiva aos 80 anos.

Do Portal NS/Fonte:Extra / Agências internacionais

Nenhum comentário: