Prêmio Fama

Prêmio Fama

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana

BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Banner do Futsal Barbarense

Banner do Futsal Barbarense

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Defesa afirma que Lúcio Vieira Lima usa o apartamento da mãe como escritório político

O deputado Lúcio Vieira Lima na casa da mãe, Marluce Vieira Lima, em Salvador | Foto: Reprodução
O deputado Lúcio Vieira Lima na casa da mãe, Marluce Vieira Lima, em Salvador, durante conversa com o ex-prefeito de Santaluz, Joélcio Martins e seu filho Joelcinho | Foto: Reprodução
A defesa da família Vieira Lima enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) fotos de encontros do deputado Lúcio Vieira Lima (MDB-BA) com políticos no apartamento da mãe, Marluce, para tentar provar que o imóvel, em Salvador, é usado como representação política. As informações são do site da revista Época. 

Na imagem acima, o parlamentar conversa com um ex-prefeito do interior da Bahia [Joélcio Martins, de Santaluz, acompanhado do filho e ex-candidato a prefeito do município, Joelcinho], segundo a petição protocolada no tribunal. 

De acordo com a denúncia apresentada ao STF pela Procuradoria Geral da República em 2017, reproduzindo declarações do ex-assessor parlamentar Job Ribeiro Brandão, “há secretários de Lúcio Vieira Lima, pagos com o dinheiro público, que trabalham na casa dela [Marluce] para ela, e não, como seria o correto, na representação do parlamentar em sua base eleitoral”. 

A defesa da mãe de Lúcio e do ex-ministro Geddel Vieira Lima tenta, com a série de imagens, demonstrar a improcedência das acusações de Brandão, afirmando que o apartamento serve como escritório político do deputado. Na denúncia, a chefe do Ministério Público Federal, Raquel Dodge, pediu a prisão domiciliar de Marluce.

Do Portal NS

Nenhum comentário: