Prêmio Fama

Prêmio Fama

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana

BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Banner do Futsal Barbarense

Banner do Futsal Barbarense

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

domingo, 4 de fevereiro de 2018

Barrocas: Estudante de Direito alerta que alunos da rede municipal não uniformizados, não devem ser impedidos de estudar

Colégio Municipal de Barrocas apresenta novo fardamento escolar - Foto reprodução
Com a mudança do fardamento escolar na rede municipal de ensino de Barrocas, propagada nos últimos dias, pais e responsáveis por estudantes que vão precisar comprar os uniformes antes do inicio do período letivo, estão  questionando a obrigatoriedade da farda, algo que vem de outros anos, mas que continua causando dúvidas entre os barroquenses. O uniforme atual (short e camisa) custa em média R$ 30,00 reais.
Estudante de direito, o barroquense Cicero André Gois, vem questionando a obrigatoriedade nas redes sociais, ele afirma que alunos  da rede municipal não uniformizados, não poderão ser impedidos de estudar por não terem comprado o uniforme, segundo ele, principalmente porque o poder público não fornece gratuitamente os uniformes: "Para ser obrigado a Prefeitura deveria pelo menos fornecer o fardamento, como acontece nas demais cidades. Agora muda-se o uniforme, e os pais são obrigados a comprar, isso não tá certo" afirmou

Cícero lembrou que  o professor de Políticas Educacionais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Juca Gil, trata da questão: 'se a escola incluir esse item em seu regimento interno, por deliberação do conselho escolar, e se o Poder Público fornecer as peças gratuitamente a todos os estudantes, há a possibilidade de defender o uso obrigatório da vestimenta. De outro, o direito de acesso à Educação e a obrigatoriedade escolar (Constituição Federal) são considerados mais importantes do que qualquer deliberação da escola ou lei estadual ou municipal. Logo, nenhum argumento pode sobrepor o direito ao ensino'.

Já a promotora de justiça Érika Lima Michetti, recomenda: “a ausência do uniforme escolar não deve ser empecilho para o exercício do direito fundamental à educação porém, o fardamento escolar traz benefícios aos alunos como segurança, possibilidade de identificação e minimização das diferenças sociais”. 

As aulas na rede municipal de ensino de Barrocas deverão iniciar na quinta-feira dia 15 de fevereiro.

"Espero que como já não vão receber o fardamento, que os estudantes barroquenses tenham transporte e merenda de qualidade. Que encontre nas escolas ambiente favorável para o aprendizado, pois com certeza o município conta com profissionais dedicados e capacitados, disso não tenho dúvidas" pontuou o barroquense.

@ Nossa Voz / Com Informações do jus.com.br

Nenhum comentário: