BRASILGÁS

BRASILGÁS

Aragom Modas

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Lateral Léo fala sobre semelhança com Pelé, elogia torcida e exalta: 'O Bahia é muito grande'

Após o treinamento na manhã desta quinta-feira, no Fazendão, o lateral-esquerdo Léo foi até a sala de imprensa para ser apresentado oficialmente como reforço do Bahia. O diretor de futebol, Diego Cerri, revelou que o jogador era um desejo antigo do clube. O atleta, por sua vez, ao ser questionado sobre o desafio de disputar a posição com o experiente Mena, agradeceu a oportunidade de vestir a camisa do tricolor e se disse feliz.
“Desafios já tenho desde que escolhi ser atleta de futebol, quando acordava 4h30 da manhã para ir treinar. Isso era um grande desafio. Agora eu acho que tenho que sorrir, ver essa oportunidade e agarrar com unhas e dentes. O Mena chegou, acho que vai ser uma disputa sadia, que é bom. Quando só tem um atleta, acho que a tendência do ser humano é acomodar. Mas uma sombra é bom para ele estar sempre atento e trabalhar mais para ocupar seu espaço. Eu tô muito feliz de vir para o Bahia, como o Diego falou, já tem uns dois anos fazendo contato, ano passado também não deu, porque eu fiquei no Fluminense, e agradecer a Deus aí por essa oportunidade de estar vestindo a camisa do Bahia”, declarou o jogador.
Questionado sobre o apelido de “Léo Pelé”, o atleta reconheceu a semelhança física, mas afirmou que prefere ser chamado apenas de Léo. “Cara, eu não vou mentir. Eu apareço sim, a fisionomia é muito parecida. Mas a comparação está muito longe, né?! Eu acho que eu sou o Léo, tenho que mostrar meu futebol como Léo. Pelé é sem comparações, é o maior da história. Prefiro ser chamado só de Léo”.
Ao falar sobre a torcida do Bahia, o jogador se derreteu e afirmou que o Bahia precisa aspirara coisas do tamanho de sua grandeza.
“Eu estava falando com o assessor de imprensa, e é massa mesmo (a torcida). Eu posso falar, porque eu joguei duas vezes contra o Bahia e a torcida empurrava a todo momento. Eu estou muito feliz mesmo de estar aqui. Muitas pessoas mandaram mensagem, o povo aqui acolhe mesmo, ele compra a briga pelo jogador. E uma coisa que eu tenho que frisar, muitas pessoas falam o Bahia fez boa campanha ano passado. Não tá bom não. O Bahia tem que começar a pensar grande, pesquisei um pouquinho antes de vir para cá, o Bahia é bicampeão brasileiro. Então, é isso que a gente tem que pensar. Dar um passo a mais, ganhar títulos, pensando na Libertadores... O Bahia é muito grande, a torcida é muito grande, então a gente tem que pensar grande”, declarou o jogador.
Do Portal Galáticos Online/Fotos: Felipe Oliveira / EC Bahia

Nenhum comentário: