BRASILGÁS

BRASILGÁS

BERG ARAGOM NOVO

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Júri de Lula será transmitido pelo YouTube

O julgamento do recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra a condenação do petista no caso do triplex do Guarujá (SP), no dia 24, será transmitido pelo YouTube, diferentemente do que foi informado, na semana passada, pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). A audiência já mobiliza movimentos pró e contra Lula na capital gaúcha e manifestações estão programadas para a próxima semana.
Inicialmente, apenas jornalistas, na sala de imprensa, e envolvidos na sessão – advogados, desembargadores e membros do Ministério Público – assistiriam a uma transmissão interna no TRF-4. Mas, segundo a assessoria de imprensa do Tribunal, “em casos excepcionais, por decisão dos julgadores”, a transmissão pode ser autorizada.
O principal ato público dos movimentos de esquerda será no fim da tarde de terça (23), quando são esperadas mais de 200 caravanas do interior do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, para uma marcha. Os organizadores esperam reunir mais de 50 mil pessoas na chamada “esquina democrática”, próxima do Mercado Público de Porto Alegre.
Já os grupos favoráveis à condenação de Lula têm optado por manifestações mais discretas. O Movimento Brasil Livre (MBL) e o Vem Pra Rua espalharam pela cidade cerca de 30 outdoors pedindo “Lula na cadeia”. Na véspera do julgamento, um ato está sendo convocado para o Parque Moinhos de Vento, o Parcão.
Ontem, o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT-SP), Douglas Izzo, afirmou que a entidade vai entrar com um mandado de segurança para garantir a realização de manifestação na Avenida Paulista. Na quarta-feira (17), ocorreu uma reunião entre a Polícia Militar e membros do MBL, Revoltados Online e da CUT sobre manifestações na Paulista. O encontro, no entanto, terminou em impasse. Em suas redes sociais, MBL e CUT continuam divulgando a realização de atos para o dia do júri do ex-presidente.

Nenhum comentário: