BRASILGÁS

BRASILGÁS

Aragom Modas

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

domingo, 7 de janeiro de 2018

E agora? Régis vira alvo do Santos que oferece “bolada” pelo meia

O futebol não é apenas imprevisível dentro de campo. Fora dele também. Ao final de 2017, Régis já se preparava para se despedir do Bahia. O contrato acabara no dia 31 de dezembro, o tricolor não iria investir o valor fixado no contrato para comprá-lo junto ao Sport-PE, no entanto, eis que surge o São Paulo (dono de 45% dos direitos econômicos do meia). O clube paulista adquiriu os direitos federativos do jogador junto ao Leão da Ilha e repassou ao Bahia que deve assinar com o atleta por três anos.
No entanto, Régis – que chegou no Fazendão no sábado para fazer exames e assinar contrato – já pode deixar o clube. Segundo informações do Globoesporte, em matéria veiculada neste domingo, o Santos fez uma proposta para contratar o jogador. O valor seria de 3 milhões de euros (cerca de R$ 11,7 milhões) por 75% dos direitos econômicos que pertencem a Bahia (20%), São Paulo (45%) e investidores (10%), de acordo com o site. O restante pertence ao Sport-PE.
Para contratar o goleiro Jean, o São Paulo comprou do Sport-PE os direitos federativos e 20% dos direitos econômicos do meia que foram repassados ao Bahia. Por ter os direitos federativos do jogador, é o Tricolor Baiano que tem o poder de decisão, se vende ou não. Régis é um antigo sonho de consumo do Santos que tentou contratá-lo junto ao Sport-PE no início de 2016, porém, o jogador preferiu jogar no Palmeiras, onde pouco foi aproveitado e depois foi repassado ao Bahia.
Régis chegaria ao Peixe para ser o substituto do meia Lucas Lima, que acertou com o Palmeiras. Caso a proposta do Santos seja aceita, o São Paulo receberia R$ 5,2 milhões, enquanto o Bahia ficaria com R$ 2,3 milhões. O valor é pouco maior do que o clube baiano investiu para ter o jogador por empréstimo entre 2016 e 2017, quando pagou R$ 1,5 milhão para ter o meia emprestado por um ano e meio.
Do Portal Futebol Bahiano

Nenhum comentário: