Gravação do DVD de Lívia Carvalho

Gravação do DVD de Lívia Carvalho

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana

BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Condenação de Lula quebra Bolsonaro e pode incentivar Huck, diz FHC

condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em segunda instância pode deixar o petista fora da disputa presencial neste ano. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) lamentou a possibilidade de Lula ser preso e considera que a redução das chances de candidatura do petista vai detonar o início das composições políticas para as eleições de outubro.

FHC disse, em entrevista ao Valor Econômico, que a eventual saída de Lula da disputa eleitoral deve esvaziar a candidatura de Jair Bolsonaro (PSC-RJ).
O deputado federal tem adotado um discurso radical que, segundo Fernando Henrique, se torna forte por fazer contraposição a Lula. No entanto, sem o petista na disputa, a participação de Bolsonaro será vista com outros olhos pelo eleitorado, avalia FHC.
O ex-presidente do PSDB disse ainda que não vê espaço para candidatos fora do sistema político e eleitoral, os chamados outsiders, mas não descarta a candidatura do apresentador de TV Luciano Huck.
De acordo com FHC, Huck pode se beneficiar caso Lula seja barrado pela Justiça ou se a candidatura tucana de Geraldo Alckmin não decolar. “Gosto do Luciano, sou amigo da família, mas ele é muito cru para ser presidente da República. Não acho que ele seja a maior possibilidade”, afirmou.
Além disso, Fernando Henrique Cardoso comentou sobre o ambiente de mudanças no cenário político. Segundo ele, é preciso limitar a quantidade de partidos, pois a existência de mais de 30 legendas torna o país ingovernável.
Do Portal Ailton Pimentel/Fonte: Notícias ao Minuto

Nenhum comentário: