Prêmio Fama

Prêmio Fama

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana

BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Banner do Futsal Barbarense

Banner do Futsal Barbarense

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Condenação de Lula quebra Bolsonaro e pode incentivar Huck, diz FHC

condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em segunda instância pode deixar o petista fora da disputa presencial neste ano. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) lamentou a possibilidade de Lula ser preso e considera que a redução das chances de candidatura do petista vai detonar o início das composições políticas para as eleições de outubro.

FHC disse, em entrevista ao Valor Econômico, que a eventual saída de Lula da disputa eleitoral deve esvaziar a candidatura de Jair Bolsonaro (PSC-RJ).
O deputado federal tem adotado um discurso radical que, segundo Fernando Henrique, se torna forte por fazer contraposição a Lula. No entanto, sem o petista na disputa, a participação de Bolsonaro será vista com outros olhos pelo eleitorado, avalia FHC.
O ex-presidente do PSDB disse ainda que não vê espaço para candidatos fora do sistema político e eleitoral, os chamados outsiders, mas não descarta a candidatura do apresentador de TV Luciano Huck.
De acordo com FHC, Huck pode se beneficiar caso Lula seja barrado pela Justiça ou se a candidatura tucana de Geraldo Alckmin não decolar. “Gosto do Luciano, sou amigo da família, mas ele é muito cru para ser presidente da República. Não acho que ele seja a maior possibilidade”, afirmou.
Além disso, Fernando Henrique Cardoso comentou sobre o ambiente de mudanças no cenário político. Segundo ele, é preciso limitar a quantidade de partidos, pois a existência de mais de 30 legendas torna o país ingovernável.
Do Portal Ailton Pimentel/Fonte: Notícias ao Minuto

Nenhum comentário: