BRASILGÁS

BRASILGÁS

Aragom Modas

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Brio Gold pode ser vendida por R$ 852 milhões

A mineradora criada a partir de ativos da Yamana Gold no Brasil conta com a mina baiana de Santa Luz para atingir a meta de produção de 400 mil onças de ouro por ano em 2018.
A Brio Gold é uma subsidiária da Yamana Gold e conta com a mina C1 em Santaluz | Foto: Divulgação 
A Leagold Mining Corporation (LMC) informou nesta terça-feira (23) que pretende adquirir a Brio Gold [subsidiária da Yamana Gold], que tem ativos somente no Brasil. A empresa canadense tem uma mina de ouro no México. 

A aquisição seria por meio da compra de todas as ações em circulação da Brio Gold, em troca de ações da Leagold, o que resulta em um valor aproximado de US$ 264 milhões [R$ 852 milhões]. 

“A combinação com a Brio representa uma oportunidade única para adquirir uma carteira de ativos produtivos com um perfil de crescimento significativo […] As operações combinadas deverão produzir aproximadamente 450.000 onças em 2018, com o potencial de crescimento para mais de 700 mil onças em 2020, com os custos totais [AISC] perto de US$ 850 [a onça]”, declarou Neil Woodyer, CEO da Leagold. Em nota, Peter Marrone, CEO e presidente do conselho da Yamana, disse que a “Leagold apresentou uma proposta que não pode ser ignorada”. 

A Brio Gold, com sede no Canadá, possui três minas de ouro em operação e uma mina totalmente licenciada e construída que estava em cuidados e manutenção e que deve voltar a operar no final de 2018, [em Santaluz] na Bahia. A mineradora tem como meta produzir entre 205.000 e 235.000 onças de ouro em 2018, e chegar a 400 mil onças de ouro por ano em 2019. Com informações da Leagold e da Brio.

Do Portal NS/Fonte:Noticias de Mineração Brasil

Nenhum comentário: