BRASILGÁS

BRASILGÁS

Aragom Modas

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Otto diz que mesmo com candidatura de Meirelles, PSD na Bahia vai apoiar Lula

Reprodução/Jornal A Tarde
Reprodução/Jornal A Tarde
Presidente estadual do PSD, partido que pode abrigar o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, caso ele se candidate à Presidência da República, o senador Otto Alencar apoiará a campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 

“A nossa posição aqui na Bahia, o governador Rui Costa, o governador Wagner, a minha posição, é de Lula anunciando a candidatura, apoiar a candidatura de Lula, porque ele fez muito pela Bahia e a gente tem que contribuir. Independente da candidatura do Henrique Meirelles. Se ele for candidato, paciência, o PSD da Bahia tem autonomia para tomar decisões que sejam compatíveis com a nossa aliança aqui”, declarou Otto, que aproveitou para enumerar a quantidade de partidos que, estando na mesma base, devem seguir a mesma orientação. “Temos aliança com o PT; com o PP, do vice-governador João Leão; com o PDT, com o PCdoB, do Daniel Almeida; com o PSB da senadora Lídice da Mata; com o PR. Tem vários partidos que compõem a base, o Podemos, o PSL…”.

O congressista aponta ainda que a possibilidade do ministro ser candidato ainda está em desenvolvimento. “Primeiro, eu tenho conversado com o presidente do partido, Gilberto Kassab, e o Meirelles ainda não é candidato, ele está dizendo que vai decidir isso para março ou abril. Então a candidatura dele ainda é uma coisa embrionária”, avalia. Sobre a situação de Lula, que teve o julgamento em segunda instância marcado para 24 de janeiro, Otto defende que é necessário ter “celeridade para todos”. “[O TRF-4] está há dez anos sem julgar o Eduardo Azeredo e o Lula em quatro meses tem que ser julgado”, compara.

O senador também fez referência ao fim do foro privilegiado e acusou o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, de ser “engavetador”. “Nós aprovamos no Senado o fim do foro e o Rodrigo Maia engavetou. Porque não tem na história do Brasil – eu quero dizer com todas as letras, maiúsculas – não tem na história da Câmara Federal um presidente da Câmara Federal que seja o maior engavetador de processos do que o Rodrigo Maia. É a marca do DEM, não tenha dúvida disso”. 

Do Portal NS/Fonte:Bahia Notícias

Nenhum comentário: