BRASILGÁS

BRASILGÁS

Aragom Modas

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

sábado, 30 de dezembro de 2017

Igrapiúna: Garoto de 17 anos sonha um dia jogar em grandes clubes

Ser um jogador de futebol profissional, ganhar um bom dinheiro e ser reconhecido no mundo todo é um sonho que atrai a maioria dos jovens. Neymar é um exemplo de garoto que começou cedo a seguir seu sonho e hoje está em um time que muitos meninos almejam, o Barcelona, da Espanha. 
Mas começar cedo requer superar diversos obstáculos e enfrentar desafios que podem ser marcantes para garotos com pouca idade. O principal deles é ficar longe da família, já que muitos jovens saem de suas cidades natais para jogar nas categorias de base dos clubes para, assim, crescer dentro da profissão.
Mesmo que os meninos sejam bons de bola, não é fácil chegar a ser ídolo de algum time. Os jovens têm de passar por peneiras rigorosas para jogar em clubes grandes. Depois disso, eles passam por treinamentos diários, que incluem o preparo físico e psicológico, lapidando-os para serem futuros craques.
O processo todo pode levar anos até que o menino seja reconhecido e chamado para jogar em um grande clube. Mesmo assim, eles não desistem e enfrentam qualquer dificuldade para alcançar sua meta. José Carlos Santos de Jesus, ano 2000, joga desde os 6 anos de idade, treinava na escolinha de Igrapiúna, já disputou campeonato intermunicipal Sub-17 em junho de 2017 pelo time Sub-17 de Igrapiúna, disputou campeonato na cidade de Ituberá e agora se encontra treinando.
O garoto tem apenas 17 anos de idade e no próximo mês em janeiro completará 18 anos. O menino natural de Igrapiúna, interior da Bahia sonha em jogar em um grande time da Europa. Obstinado, o garoto quer se tornar profissional para ajudar a família e se destacar pelo talento e trabalho desenvolvido desde os 6 anos de idade. “Comecei a jogar quando criança e o futebol é tudo pra mim”, afirma o garoto.
O menino vem de família humilde e é o orgulho de sua mãe. Quando perguntado sobre o que significa o esporte em sua vida, José Carlos é enfático. “Futebol pra mim é tudo. Inclusive eu treino pesado e quando chego em casa, treino mais ainda. Eu levo muito a sério a profissão”.
José Carlos conta que nunca fez peneira para entrar nos times mais o time do Vitória da Conquista já está de olho no garoto e já  convidaram para fazer testes. “O primeiro clube que me chamou foi o Vitória da Conquista, mas não tenho condições de manter com as despesas que o clube não arca,”, diz o jogador em tom de descontentamento.
Segundo José Carlos, sua mãe sempre o incentivou a jogar futebol, ela costuma levar o filho aos jogos “Minha mãe é a base de tudo para que eu não desista do meu sonho me dá tudo que eu preciso no quesito carinho, incentivo, dedicação…”, conta o menino.
Em contato com prepostos ligados a seleção de Ituberá o garoto foi bastante elogiado “é um bom garoto, joga muito, só falta um empurrãozinho de algum empresário para crescer”, disse o ex-técnico do time.

O garoto apenas precisa de ajuda financeira ou de um empresário que aposte no esporte para que o ajude a tornar do seu sonho uma realidade.

A mãe deixa um apelo “se alguém poder ajudar meu filho eu ficarei grata pelo que fizerem, creio que um dia eu ainda vejo o sonho dele realizado, meu filho vive pra o futebol e fico muito triste em vê-lo fazendo tanto esforço e eu não poder ajuda-lo mais um pouco”, disse.
O telefone de contato para quem tiver interesse em ajudar o garoto, o telefone é (73) 99912-2964.
Do Portal Ipiaú Online/Mateus Oliver

Nenhum comentário: