Prêmio Fama

Prêmio Fama

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana

BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Banner do Futsal Barbarense

Banner do Futsal Barbarense

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Santiago Tréllez é denunciado no STJD por suposta injúria racial contra Renê Júnior

Santiago Tréllez é denunciado no STJD por suposta injúria racial contra Renê Júnior
Tréllez e Renê Jr no Ba-Vi | Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias
O episódio de suposta injúria racial no clássico entre Bahia e Vitória (relembre aqui), disputado no último dia 22 de outubro, na Arena Fonte Nova, que terminou com triunfo do Tricolor por 2 a 1, chegou ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

A procuradoria do órgão ofereceu denúncia contra o atacante Santiago Tréllez. Ele foi acusado de ter chamado o volante Renê Júnior, do Esquadrão, de “macaco”. O processo será julgado na sexta (10), a partir das 9h (horário da Bahia), em sessão da Quarta Comissão Disciplinar. 

Enquadrado no artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), o colombiano pode pegar um gancho de cinco a dez jogos, caso seja condenado, além de multa que chega até R$ 100 mil. 

Segundo a denúncia, “as atitudes do atleta denunciado que levaram à revolta do ofendido não se limitam a meros xingamentos, tendo por certo extrapolado os limites do que se espera seja razoavelmente aceito como uma simples ofensa. Pelo contrário, diante da reação pode-se ter plena convicção de que houve sim ato discriminatório ou, admitindo-se em hipótese por amor ao debate, mesmo ato ultrajante”.

Do Portal Bahia Notícias/por Glauber Guerra

Nenhum comentário: