BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Ex-casal se une e confecciona cartazes para pedir emprego nas ruas de Salvador: ‘Geladeira vazia’

Separados, Rosana e Cleverton pedem emprego juntos nas ruas de Salvador, na Bahia (Foto: Reprodução / TV Bahia
Separados, Rosana e Cleverton pedem emprego juntos nas ruas de Salvador | Foto: Reprodução / TV Bahia
Separados há seis meses e com duas filhas para criar, Rosana dos Santos e Cleverton Marinho se uniram para pedir emprego usando cartazes em uma sinaleira de trânsito, em Salvador. Eles têm chamado a atenção de condutores que todas as manhãs trafegam pela Avenida Paralela, na altura do Bairro da Paz. 

Para Cleverton, usar da estratégia para pedir emprego não é novidade. Em janeiro deste ano, quando ele ainda era casado, já tinha pedido emprego usando cartazes nas ruas da capital. Embora tenha encontrado bicos, ter a carteira de trabalho assinada é um sonho que não ocorre desde 2014. 

A ex-esposa conta o motivo de ter se juntado a ele na empreitada. “Desespero total. Geladeira totalmente vazia. Falta o leite. Tenho que descobrir alguém que possa me ajudar”, desabafou. Rosana tem 29 anos, não trabalha em emprego formal há três, vive de bicos como diarista e faxineira. “Eu não sei o que está acontecendo, que as pessoas estão chamando bem menos. Não sei se é por causa do preço, que aumentou da faxina, essas coisas todas”, especulou. 

Cleverton disse que ele que convidou a ex-esposa, com quem foi casado por oito anos, para pedir oportunidade de emprego com os cartazes. “Ela viu quando eu trabalhava, ela não precisava trabalhar. Mas como fiquei desempregado e o negócio está difícil por causa da crise, aí chamei ela: ‘Vamos conseguir trabalho juntos’. Eu sozinho não aguento. Ela topou”. Antes de ficar desempregado, Cleverton já trabalhou como encanador, mecânico de elevador e pedreiro, e possui carteira de Habilitação B.

Do Portal NS/Fonte: BATV

Nenhum comentário: