BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Cruzeiro vende Diogo Barbosa ao Palmeiras por R$ 19 milhões

Diogo Barbosa não ficará no Cruzeiro para 2018. O atual presidente da Raposa, Gilvan de Pinho Tavares, acertou, nesta terça-feira, a venda do lateral-esquerdo para o Palmeiras. O valor, segundo informação, é de R$ 19 milhões. Deste, o clube azul ficará com cerca de R$ 4 milhões.
A negociação foi concretizada nesta terça-feira após encontro de Gilvan de Pinho Tavares com representantes do Banco BMG e com a diretoria do Palmeiras. Deste valor de R$ 19 milhões, cerca de R$ 12 milhões serão pagos pelo clube paulista ao investidor que detinha 75% dos direitos econômicos de Diogo Barbosa.
O futuro presidente da Raposa, Wagner Pires de Sá lamentou a decisão de venda do lateral. “O Diogo era um jogador importante, que o Mano Menezes contava com ele para a Libertadores. Mas por uma decisão do atual presidente, Gilvan de Pinho Tavares, ele optou em não comprar os direitos econômicos do atleta e o vendeu para o Palmeiras”, disse ao SuperFC.
“Vale ressaltar que a gente tinha conseguido já investidores para comprar 50% dos direitos econômicos do Diogo Barbosa junto ao BMG. Já tínhamos um acordo verbal com os representantes do Banco. Porém, o Gilvan se reuniu com os dirigentes e preferiu vender. Por questão ética, eu ainda não assumi a presidência oficialmente, acatei a decisão do Gilvan”, acrescentou Wagner Pires de Sá.
O Cruzeiro detinha 25% dos direitos econômicos de Diogo Barbosa. O clube desejava comprar mais 25% por 1 milhão de euros. Porém, após proposta oficial do Palmeiras, por 4.5 milhões de euros apresentada diretamente ao BMG, a atual diretoria celeste optou em vender sua porcentagem do atleta. Além disso, o clube celeste fica livre de pagar as parcelas finais da contratação do lateral ao Banco, em torno de R$ 700 mil cada.
Desta forma, o Cruzeiro aceitou vender os seus 25% por pouco mais de R$ 4 milhões ao Palmeiras, que terá, em 2018, 100% dos direitos econômicos de Diogo Barbosa. 
Do Portal Interior da Bahia, com informações do jornal O Tempo

Nenhum comentário: