BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Cacá articula saída do PP da base e tenta levar João Leão para o grupo de ACM Neto

Cacá articula saída do PP da base e tenta levar João Leão para o grupo de ACM Neto
Cacá (à dir.) "faz a cabeça" do pai (à esq.) | Foto: Montagem/ Bahia Notícias
Apesar de, a princípio, o governador Rui Costa (PT) pretender reeditar a chapa com João Leão (PP) em 2018 (leia aqui), a permanência do atual vice-governador no grupo do petista para o próximo pleito está ameaçada. Atualmente, Leão é o único bastião progressista a defender a continuidade do PP ao lado do governador. 

E essa posição tem gerado um dilema familiar. Do outro lado, o filho dele, o deputado federal Cacá Leão, tem liderado dentro da sigla movimento que tenciona deixar Rui e passar para a base do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM). E, nesta história, é Cacá quem vem ganhando, porque tem conseguido cultivar entre os correligionários o desejo de abandonar o barco. 

Segundo informações obtidas pelo Bahia Notícias, ao sair da turma de Rui, o deputado leva com ele o colega Mário Negromonte Jr., que integra o mesmo grupo político no PP. No âmbito da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), seguiriam Cacá os deputados estaduais Aderbal Caldas e Luiz Augusto. Articulando a saída do PP para ingressar no PR, Ronaldo Carletto também levaria com ele o deputado federal Roberto Britto, que vai concorrer a um mandato na AL-BA, e o deputado estadual Robinho, seu fiel escudeiro. 

Nos bastidores, Carletto também mantém conversas com Neto e condiciona sua permanência na base de Rui a uma vaga para o Senado na chapa majoritária dele à reeleição. O posto, entretanto, está garantido, pelo menos por enquanto, ao presidente da AL-BA, Angelo Coronel (PSD), algo que pode gerar mais uma baixa na equipe do governador. 

Neste cenário, as principais lideranças do PP deixariam Rui de lado, o que tornaria Leão o único fiador da manutenção da aliança com o petista. A questão é que até o símbolo de resistência no time do governador também está começando a se questionar se vale a pena permanecer. 

De acordo com fontes que acompanham de perto a situação no PP, Cacá tem tentado convencer o pai a vestir a camisa democrata no próximo ano. E, para isso, tem usado a insatisfação dele e dos correligionários. Há alguns meses, Leão nem aceitava tocar no assunto. Agora, tem mudado o tom quando questionado sobre a possibilidade por gente próxima. 

“O Cacá está amolecendo o coração do pai. Ele está mostrando: ‘O senhor é vice-governador, o senhor não tem prestígio com nada, o governo não lhe ajuda em nada. O senhor não tem espaço no governo para nada. Ele não está mostrando com palavras, está mostrando com atitudes”, relatou uma fonte à reportagem. E o interesse de Neto em ter o vice-governador com ele é grande. “Neto está de braços abertos para receber, quer muito isso”, contou esta fonte. 

Cacá tem funcionado como emissário dos recados enviados por Neto ao pai e também tenta fazer uma ponte entre os dois. Ainda segundo as informações obtidas pelo BN, caso Leão decida marchar ao lado do democrata, terá garantida na majoritária uma vaga para o Senado. 

A insatisfação generalizada dos progressistas com o governo tem fundo nos problemas de articulação política causados por nomes do secretariado, além da irritação com a postura adotada por setores do PT e movimentos ligados ao partido. Muitos deputados reclamam do fato de serem vaiados em eventos com Rui no interior do estado, mesmo estando na base de apoio a ele. Os parlamentares atribuem os episódios a petistas e se sentem desprestigiados.

Do Portal Bahia Notícias/por Bruno Luiz

Nenhum comentário: