BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Lúcio pediu ajuda a empresários para bancar defesa de Geddel, aponta coluna

O deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) durante sessão em uma das comissões da Câmara | Foto: Lúcio Bernardo Jr/Câmara dos Deputados
O deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) durante sessão em uma das comissões da Câmara | Foto: Lúcio Bernardo Jr/Câmara dos Deputados
A Procuradoria-Geral da República (PGR) tomou conhecimento de que o deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA) pediu ajuda a empresários para custear a defesa do irmão, o ex-ministro Geddel Vieira Lima. Geddel está preso desde 8 de setembro por ter sido vinculado a um bunker de R$ 51 milhões, encontrado em um apartamento no bairro da Graça, em Salvador. 

A apreensão foi decorrente da Operação Tesouro Perdido, desdobramento da “Cui Bono?”, que investiga irregularidades na liberação de créditos da Caixa Econômica Federal (CEF). Como o imóvel foi cedido a Lúcio pelo empresário Sílvio Silveira e a Polícia Federal (PF) aprendeu uma fatura de uma funcionária do deputado no local, a investigação agora tramita no Supremo Tribunal Federal (STF), onde o parlamentar possui foro privilegiado. 

De acordo com a coluna Radar, da Veja, que divulgou a informação da PGR, empresários que se negaram a apoiar Lúcio agora temem ver seus nomes atrelados a uma eventual delação premiada de Geddel.

Do Portal Notícias de Santaluz

Nenhum comentário: