BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Cristiano Ronaldo é eleito melhor do mundo e iguala a Lionel Messi

português Cristiano Ronaldo, 32, do Real Madrid, foi eleito o melhor jogador de futebol do mundo pela Fifa. O atleta conquistou nesta segunda-feira (23) o prêmio pela quinta vez na carreira e igualou a marca do argentino Lionel Messi, 30, do Barcelona. Neymar, 25, do Paris Saint-Germain, também estava na disputa.
O anúncio do prêmio foi feito pelos ex-jogadores Ronaldo e Diego Maradona. O troféu foi entregue ao português pelo presidente da Fifa, Gianni Infantino.
Com a derrota de Neymar, o Brasil atinge uma década sem ter um jogador eleito o melhor do mundo. A última vez foi em 2007, quando Kaká, então no Milan, recebeu o troféu.
Em seu discurso, Cristiano Ronaldo disse que estava orgulhoso de ter participado da premiação pelo 11º ano consecutivo. “Talento, trabalho duro, muita dedicação. Eu tinha o objetivo de ganhar troféus coletivos e individuais”, afirmou.
Na temporada, Cristiano Ronaldo venceu o Espanhol, a Liga dos Campeões e o Mundial de Clubes com o Real Madrid. Na seleção portuguesa, o jogador teve atuações decisivas nas eliminatórias europeias e ajudou o país a conseguir uma vaga direta na Copa do Mundo da Rússia de 2018.
Cristiano Ronaldo levou pela segunda vez o prêmio “The Best” (“o melhor”, em inglês), criado pela Fifa no ano passado depois que a “Bola de Ouro” voltou a ser entregue apenas pela revista francesa “France Football”.
O prêmio da Fifa já teve três nomes diferentes. Começou em 1991 como “Melhor jogador do ano” até que, entre 2010 e 2015, a entidade fundiu sua cerimônia com a “Bola de Ouro”, oferecida desde 1956 pela “France Football”.
A cerimônia acontecia sempre em janeiro e celebrava o melhor do ano que havia acabado. Para se diferenciar da “Bola de Ouro”, a Fifa mudou o sistema para 2017. Vale apenas a última temporada europeia, iniciada em agosto de 2016 e encerrada após a final da última edição da Liga dos Campeões, em junho deste ano. Neste caso, as atuações de Neymar pelo PSG, para onde se transferiu em agosto, não foram consideradas.
Cristiano Ronaldo foi eleito pela primeira vez o melhor do mundo em 2008, quando tinha 23 anos. Ele recebeu tanto o prêmio de “Melhor Jogador do Ano”, da Fifa, como a “Bola de Ouro”, da “France Football”. O português também foi eleito o melhor do mundo em 2013 e 2014, quando os troféus já estavam unificados.
Coleção de títulos
O português recebeu o troféu em cerimônia realizada no teatro Palladium, em Londres. As premiações de melhor do mundo ocorriam até o ano passado na cidade de Zurique, na Suíça, onde está localizada a sede da Fifa.
Os números alcançados por Cristiano Ronaldo na última Liga dos Campeões foram um diferencial na disputa com Messi. O português marcou dois gols na final em que o Real Madrid goleou a Juventus por 4 a 1 e conquistou o 12º título europeu de sua história.
Cristiano Ronaldo foi o artilheiro da Liga dos Campeões, com 12 gols. Também foi na final do torneio que o português ultrapassou a marca de 600 gols na carreira.
No Campeonato Espanhol, Cristiano Ronaldo fez 25 gols e ficou atrás de Lionel Messi e de Luís Suárez no ranking de artilheiros. O Real Madrid, no entanto, somou três pontos a mais do que o rival Barcelona e levou o título nacional pela 33ª vez.
O português ainda deu ao Real Madrid o pentacampeonato do Mundial de Clubes da Fifa, sendo decisivo diante de um adversário que conseguiu levar a decisão para a prorrogação. Cristiano Ronaldo fez três gols na vitória por 4 a 2 contra o japonês Kashima Antlers, em dezembro, e foi eleito o melhor jogador do torneio.
Pelo Real Madrid, Cristiano Ronaldo marcou um total de 42 gols em 46 partidas disputadas na última temporada europeia. Ele venceu 31 jogos, empatou dez e perdeu apenas cinco.
Messi, que só conquistou a Supercopa da Espanha e a Copa do Rei, fez 54 gols em 52 jogos -38 vitórias, sete empates e sete derrotas. Já Neymar fez 20 gols nas 45 vezes em que esteve em campo pelo Barcelona, sendo 31 vitórias, sete empates e sete derrotas.
Do Portal Interior da Bahia, com informações da Folhapress

Nenhum comentário: