BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Bahia é goleado pelo Flamengo e agora pensa no Vitória

O Esporte Clube Bahia visitou o Flamengo nesta quinta-feira buscando algo pouco comum e também pouco presenciado nesse campeonato: VENCER FORA DE CASA, o que só fez duas vezes das 15 tentativas e a última vez no dia 19 de julho quando derrotou o Atlético-MG. 

E outra vez, assim como no jogo do 1º turno, o destaque (negativo) foi o zagueiro Lucas Fonseca, para não ser injusto, Ele e toda a defesa tricolor que vacilaram nos quatro gols marcados pelo Rubro-Negro Carioca que venceu pelo placar elástico e robusto de 4 a 1, com dois de Réver e dois de Diego, um deles convertendo pênalti curioso e discutível em lance envolvendo justamente Lucas Fonseca. Mendoza fez o gol tricolor, também de pênalti.

Com a derrota sofrida nesta quinta, na Ilha do Urubu no Rio de Janeiro, o Bahia chegou ao seu 8º revés como visitante e estacionou no meio da tabela, mais precisamente em 13º colocado com os mesmos 35 pontos. Sem tempo para lamentações, o Tricolor Baiano já pensa no próximo compromisso que nada mais é do que o tão aguardado BAVI, jogo decisivo com status de final de Copa do Mundo como diz o mestre Dalmo Carrera, no domingo contra o Vitória, às 16h, na Arena Fonte Nova. O Leão é o porteiro do Z-4 com 33 pontos.


O JOGO:


O Bahia entrou em campo com a nítida proposta de se defender e apostar na velocidade dos contra-ataques, e desta forma quase surpreendeu o Flamengo em dois lances de intervenção de Diego Alves, primeiro com Zé Rafael aos 22 minutos e depois com Vinícius aos 29 perdendo a melhor chance do primeiro tempo e depois disso saindo (lesionado) para entrada de Régis. No contexto da obra, o tricolor jogou muito mais bola na etapa inicial, se defendendo bem e atacante com consciência. Já o Flamengo quase não assustou, diga-se, só deu trabalho a Jeanzinho uma única vez, aos 28 minutos, onde o goleiro praticou defesaça tirando com as pontas dos dedos em chute de Diego.

No 2º tempo o Flamengo achou os espaços que havia encontrado no primeiro e aproveitou vacilo da defesa tricolor para abrir o placar aos 5 minutos com Réver "filmado" por três defensores que permitiram a conclusão do beque após rebote de Jean que já havia praticado outra defesa segundos antes em finalização de Diego. Após o gol sofrido, o tricolor não mudou sua postura, continuou no campo de defesa e demorou para conseguir encaixar um contra-ataque, MAS quando encaixou foi fatal. Aos 21 minutos, Hernane que havia acabado de entrar foi derrubado na área. Pênalti batido e convertido por Mendoza. 1x1.

Quando tinha o domínio do jogo e trocava passes no campo de ataque buscando a virada, o Bahia novamente vacilou na defesa e outra vez Réver, livre, leve e solto dentro da grande área subiu sozinho para fazer o segundo do Flamengo. O gol desnorteou o tricolor e abriu a porteira para o Flamengo que aplicou mais dois, com Diego, primeiro convertendo pênalti estranho e discutível cometido por Lucas Fonseca e depois novamente com Diego fechando a conta em 4 a 1 e decretando a derrota do Esquadrão que perde a invencibilidade de quatro jogos sem derrota.  

Do Portal Futebol Bahiano

Nenhum comentário: