Prêmio Fama

Prêmio Fama

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana

BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Banner do Futsal Barbarense

Banner do Futsal Barbarense

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

PF desarticula quadrilha que desviou quase R$ 1 milhão em empréstimos na Caixa Econômica Federal

Foto: José Cruz / Agência Brasil
Foto: José Cruz / Agência Brasil
A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (20), uma operação com objetivo de desarticular uma organização criminosa responsável por causar prejuízo de quase R$ 1 milhão aos cofres da Caixa Econômica Federal. 

Segundo a PF, estão sendo cumpridos três mandados de prisão temporária e 30 de condução coercitiva, além de buscas em três endereços residenciais, principalmente, em Brasília e entorno, mas também ocorrem ações no Pará e na Bahia, onde está sendo cumprido um mandado de condução coercitiva na cidade de Santanópolis, distante cerca de 140 km de Salvador.

A Justiça Federal também determinou o bloqueio da quantia de cerca R$ 950 mil nas contas dos três investigados, que são ex-prestadores de serviço do banco e teriam obtido os valores por meio da concessão fraudulenta de 46 empréstimos para familiares e amigos.
Para viabilizar os empréstimos, conforme a PF, os investigados utilizavam senhas de funcionários da Caixa e, assim, faziam a inserção indevida de dados no sistema, incluindo rendas falsas, sem a apresentação de qualquer documento comprobatório. 

Quando os empréstimos eram creditados nas contas indicadas, os investigados efetuavam diversos saques e transferências para evitar que a Caixa identificasse a fraude e bloqueasse os valores. Os investigados serão indiciados por estelionato qualificado, falsificação de documento público, associação criminosa e lavagem de dinheiro. A Polícia Federal informou que vai apurar se houve a participação de empregados do banco no esquema.
Notícias de Santaluz

Nenhum comentário: