Prêmio Fama

Prêmio Fama

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana

BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Banner do Futsal Barbarense

Banner do Futsal Barbarense

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

sábado, 2 de setembro de 2017

Filho de ex-prefeito de Santaluz é preso dentro de banco em Salvador junto com grupo acusado de estelionato

Filho de ex-prefeito de Santaluz é preso dentro de banco em Salvador junto com quadrilha acusada de estelionato
Petronilho (esquerda) foi preso dentro de banco em Salvador junto com grupo acusado de estelionato | Foto: Polícia Civil
Quatro homens e uma mulher foram presos em flagrante dentro de uma agência da Caixa Econômica Federal no bairro da Barra, em Salvador, por volta das 12h desta sexta-feira (1º). 

Segundo a polícia, eles são apontados como integrantes de uma quadrilha que vem sendo investigada há seis meses, acusada de falsificar documentos pessoais e abrir contas em bancos para tomar empréstimos. Com a ajuda de um programa de computador, o grupo alterava os dados das vítimas e colocava as fotos dos integrantes da quadrilha. 

A polícia informou que entre os presos estão Paulo Bruno Reis Leite, de 23 anos, acusado de liderar a quadrilha, e Petronilho Oliveira Neto, de 54 anos, que é filho do ex-prefeito de Santaluz Nilton Oliveira Santos, e já tem passagens por ameaça, furto e desacato. Com eles, foram aprendidos celulares e máquinas usadas para a impressão de carteiras de identidade falsificadas. 

O caso foi registrado na 14ª Delegacia de Polícia no bairro da Barra, onde o grupo permanecia custodiado até a manhã deste sábado (2), à disposição da Justiça. Eles devem responder por falsificação de documentos, estelionato e formação de quadrilha. A suspeita da Polícia Civil é de que a organização criminosa seja responsável por golpes aplicados com dados de aposentados para receber pensões e benefícios pagos pela Previdência Social. Por isso, o caso será encaminhado também à Polícia Federal.

Notícias de Santaluz

Nenhum comentário: