Prêmio Fama

Prêmio Fama

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana

BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Banner do Futsal Barbarense

Banner do Futsal Barbarense

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Temer consegue os votos suficientes para barrar denúncia

Foto: Reprodução/ O Globo
Foto: Reprodução/ O Globo
Com os votos proferidos até as 20h16 na sessão da Câmara desta quarta-feira (2), o presidente Michel Temer conseguiu barrar o encaminhamento para o Supremo Tribunal Federal da denúncia por corrupção passiva apresentada contra ele pela Procuradoria Geral da República. 

Nesse horário, 158 deputados tinham registrado voto favorável ao relatório da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), de autoria do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que recomendou a rejeição da denúncia da PGR; outros 127 tinham votado contra o relatório, a favor, portanto, do prosseguimento da denúncia; um se absteve; e 12 não compareceram. 

A confirmação do resultado ainda dependia de que o total de deputados votantes chegasse a 342, o que não tinha ocorrido até a última atualização desta reportagem. Matematicamente, porém, o resultado da sessão não pode mais ser revertido. 

Os 342 (dois terços dos 513 deputados) são o mínimo de votantes necessário para que a sessão tenha validade. A abertura de processo no Supremo – o que implicaria o afastamento do presidente por até seis meses – depende de autorização da Câmara. Se confirmado o resultado, o Supremo só poderá apreciar a denúncia contra Temer após a conclusão do mandato do presidente, que vai até 31 de dezembro de 2018.

Do Portal NS/Fonte: G1

Nenhum comentário: