Prêmio Fama

Prêmio Fama

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana

BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Banner do Futsal Barbarense

Banner do Futsal Barbarense

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

São Domingos: comerciante oferece suborno ‘parcelado’ a policiais para ser liberado após ser preso com armas e moto roubada

img_0414
Armas de fogo e munições eram comercializadas de maneira ilegal em mercado em São Domingos | Foto: Divulgação/PM
O comerciante José Valter Neri de Santana foi preso na tarde desta quarta-feira (30), em São Domingos, na região sisaleira da Bahia, acusado de comércio e posse ilegal de arma de fogo e munições, receptação de veículo roubado e corrupção ativa. 

De acordo com a Polícia Militar, o homem comercializava as armas e munições em um mercado. Após denúncia, uma guarnição da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Nordeste foi até o estabelecimento. 

Abordado pelos policiais, conforme a PM, ele entregou uma pistola Beretta 950, calibre 22 com uma carregador, 20 potes de pólvora e um saco contendo o mesmo material, além de várias munições de diversos calibres. Em seguida, os policiais foram até a casa do acusado, onde foi encontrado um revólver Rossi calibre 38 e nove munições, informou a corporação.
Comerciante ofereceu suborno parcelado em notas promissórias a policiais para não ser preso | Foto: Divulgação/ PM
Comerciante ofereceu suborno parcelado em notas promissórias a policiais para não ser preso | Foto: Divulgação/ PM
Durante a ação, também foi apreendida uma moto Honda/CG 150 com restrição de furto ou roubo. Ainda segundo a Polícia Militar, para não ser preso, o comerciante ofereceu R$ 6 mil, divididos em oito promissórias, sendo quatro no valor de R$ 1 mil e quatro de R$ 500. 

De acordo com a PM, os policiais permitiram que o homem preenchesse e assinasse os documentos para comprovar o crime de corrupção ativa. Diante do flagrante o homem foi preso e levado para a delegacia da cidade, onde o caso foi registrado.
Notícias de Santaluz

Nenhum comentário: