Prêmio Fama

Prêmio Fama

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana

BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Banner do Futsal Barbarense

Banner do Futsal Barbarense

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

domingo, 13 de agosto de 2017

Bahia é massacrado pelo Atlético-PR e cai de 4 na Baixada

Depois de um início promissor quando abriu o placar com Mendoza criando uma expectativa positiva que não se confirmou, o Esporte Clube Bahia não resistiu a pressão atleticana na segunda parte do jogo e foi massacrado na Arena da Baixada pelo Atlético-PR por 4 x 1 que se vingou dos 6x2 na 1º rodada, acumulando assim mais um fracasso fora de casa, o primeiro da Era Preto Casagrande, até então invicto, após empate com o Chape e triunfo sobre o São Paulo, que deram um alento para o Esquadrão e a esperança de começar com o pé direito o 2º turno, o que não aconteceu, ao contrário, a derrota pesada aproxima o tricolor de aço do Z-4, em 15º ficando um ponto além da Chapecoense que por sua vez ainda joga na rodada, contra o líder Corinthians. 
Agora o Esporte Clube Bahia volta para Salvador, descansa na segunda, e na terça volta ao batente com uma semana inteira livre para colocar a cabeça no lugar e trabalhar, sem direito a churrasco e cerveja, pensando no duelo contra o Vasco, domingo (20), às 16h, na Arena Fonte Nova.    

1º TEMPO EQUILIBRADO

Atlético-PR e Bahia fizeram um primeiro tempo de muita movimentação, com toques rápidos e intensidade. Lucas Fernandes e Ribamar incomodavam de um lado, Rodrigão e Mendoza do outro. Jogadas em velocidade e cruzamentos eram utilizados com frequência pelas duas equipes. E em uma das bolas levantadas na área, Mendoza apareceu livre para chutar de primeira e abrir o placar aos 20 minutos após cruzamento de Eduardo desviado por Rodrigão. A vantagem tricolor não durou muito tempo. Quatro minutos depois, Matheus Reis botou a mão na bola dentro da área. Nikão, com muita categoria, cobrou pênalti e empatou o jogo.

PASSEIO DO FURACÃO
Assim como no 1º tempo, o segundo permaneceu com o ritmo acelerado. Até os 5 minutos, uma bola na trave do Bahia com Tiago e uma chance do CAP parando em defesaça de Jean. Aos 6, começou o passeio do Furacão que virou com Thiago Heleno de cabeça e sete minutos depois em nova blitz fez o terceiro com a colaboração de Éder jogando contra o patrimônio. O gol foi um baque e desestabilizou o tricolor que não se encontrou mais em campo, ficou perdido e sem reação. Pior, deixou uma avenida na defesa, permitindo que o Atlético pintasse e bordasse, e ainda com o direito a marcar o quarto com Sidcley já nos instantes finais, passando a régua e fechando a conta em 4 a 1, por sorte que não tinha mais minutos que pudesse aumentar a goleada.

FICHA TÉCNICA
Atlético-PR 4x1 Bahia
Campeonato Brasileiro - 20ª rodada
Local: Arena da Baixada, em Curitiba
Árbitro: Sandro Meira Ricci (FIFA-SC)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Rodrigo D'Alonso Ferreira e Eduardo Cordeiro Guimarães (ambos de SC)

Gols: 
Atlético-PR: Nikão (25min 1T), Thiago Heleno (6min 2T), Éder contra (13min 2T) e Sidcley (41min 2T)

Bahia: Mendoza (20min 1T)

Atlético-PR: Weverton, Jonathan, Thiago heleno, Wanderson e Fabricio; Pavéz, Rosseto e Guilherme; Nigão, Lucas Fernandes e Ribamar. Técnico: Fabiano Soares

Bahia: Jean; Eduardo, Tiago, Éder e Matheus Reis; Renê Júnior, Edson, Régis, Zé Rafael e Mendoza; Rodrigão. Técnico: Preto Casagrande.

Do Portal Futebol Bahiano

Nenhum comentário: