Berg da Aragom

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

domingo, 13 de agosto de 2017

Bahia é massacrado pelo Atlético-PR e cai de 4 na Baixada

Depois de um início promissor quando abriu o placar com Mendoza criando uma expectativa positiva que não se confirmou, o Esporte Clube Bahia não resistiu a pressão atleticana na segunda parte do jogo e foi massacrado na Arena da Baixada pelo Atlético-PR por 4 x 1 que se vingou dos 6x2 na 1º rodada, acumulando assim mais um fracasso fora de casa, o primeiro da Era Preto Casagrande, até então invicto, após empate com o Chape e triunfo sobre o São Paulo, que deram um alento para o Esquadrão e a esperança de começar com o pé direito o 2º turno, o que não aconteceu, ao contrário, a derrota pesada aproxima o tricolor de aço do Z-4, em 15º ficando um ponto além da Chapecoense que por sua vez ainda joga na rodada, contra o líder Corinthians. 
Agora o Esporte Clube Bahia volta para Salvador, descansa na segunda, e na terça volta ao batente com uma semana inteira livre para colocar a cabeça no lugar e trabalhar, sem direito a churrasco e cerveja, pensando no duelo contra o Vasco, domingo (20), às 16h, na Arena Fonte Nova.    

1º TEMPO EQUILIBRADO

Atlético-PR e Bahia fizeram um primeiro tempo de muita movimentação, com toques rápidos e intensidade. Lucas Fernandes e Ribamar incomodavam de um lado, Rodrigão e Mendoza do outro. Jogadas em velocidade e cruzamentos eram utilizados com frequência pelas duas equipes. E em uma das bolas levantadas na área, Mendoza apareceu livre para chutar de primeira e abrir o placar aos 20 minutos após cruzamento de Eduardo desviado por Rodrigão. A vantagem tricolor não durou muito tempo. Quatro minutos depois, Matheus Reis botou a mão na bola dentro da área. Nikão, com muita categoria, cobrou pênalti e empatou o jogo.

PASSEIO DO FURACÃO
Assim como no 1º tempo, o segundo permaneceu com o ritmo acelerado. Até os 5 minutos, uma bola na trave do Bahia com Tiago e uma chance do CAP parando em defesaça de Jean. Aos 6, começou o passeio do Furacão que virou com Thiago Heleno de cabeça e sete minutos depois em nova blitz fez o terceiro com a colaboração de Éder jogando contra o patrimônio. O gol foi um baque e desestabilizou o tricolor que não se encontrou mais em campo, ficou perdido e sem reação. Pior, deixou uma avenida na defesa, permitindo que o Atlético pintasse e bordasse, e ainda com o direito a marcar o quarto com Sidcley já nos instantes finais, passando a régua e fechando a conta em 4 a 1, por sorte que não tinha mais minutos que pudesse aumentar a goleada.

FICHA TÉCNICA
Atlético-PR 4x1 Bahia
Campeonato Brasileiro - 20ª rodada
Local: Arena da Baixada, em Curitiba
Árbitro: Sandro Meira Ricci (FIFA-SC)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Rodrigo D'Alonso Ferreira e Eduardo Cordeiro Guimarães (ambos de SC)

Gols: 
Atlético-PR: Nikão (25min 1T), Thiago Heleno (6min 2T), Éder contra (13min 2T) e Sidcley (41min 2T)

Bahia: Mendoza (20min 1T)

Atlético-PR: Weverton, Jonathan, Thiago heleno, Wanderson e Fabricio; Pavéz, Rosseto e Guilherme; Nigão, Lucas Fernandes e Ribamar. Técnico: Fabiano Soares

Bahia: Jean; Eduardo, Tiago, Éder e Matheus Reis; Renê Júnior, Edson, Régis, Zé Rafael e Mendoza; Rodrigão. Técnico: Preto Casagrande.

Do Portal Futebol Bahiano

Nenhum comentário: