BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

domingo, 16 de julho de 2017

Palmeiras atropela, Vitória cai de 4 de novo e se afunda

Apesar de figurarem em posições diferentes e com objetivos distintos no Campeonato Brasileiro, Palmeiras e Vitória entraram em campo na manhã deste domingo da mesma forma: PRESSIONADOS. O Porco buscando o triunfo para amenizar os ânimos da derrota no clássico contra o Corinthians (2x0), enquanto o Leão vinha de revés para o Vasco em casa (4x1) e lutando para fugir das últimas colocações. Os ingredientes apontavam um jogo equilibrado e tenso pela pressão movida pelas duas equipes, e foi assim do primeiro ao último minuto. 

Por um momento o Vitória deu a leve impressão de que poderia sair de campo com os três pontos ou, no mínimo, um ponto que até seria aceitável, mesmo jogando fora de casa onde tem aproveitamento superior de quando atua como mandante. Chegou a figurar à frente do marcador e quando se apresentava organizado e bem postado defensivamente foi penalizado com um pênalti polêmico de empate e posteriormente a virada do Verdão que se aproveitou dos espaços ocasionados pela "ofensividade sem objetividade" do Leão - principalmente no segundo tempo - e aplicou um sonoro 4x2. É a terceira vez que o Rubro-Negro é goleado no campeonato por quatro gols, prejudicando o time não só na pontuação mas no quesito saldo de gols, e responsável por jogar a equipe na vice-lanterna mesmo sem os concorrentes terem entrado em campo.

Na próxima rodada, o Vitória volta ao Barradão onde não vence há quatro jogos para enfrentar o Grêmio, quarta-feira (19) às 19h30. Enquanto isso, o Palmeiras viaja para visitar o Flamengo na Ilha do Urubu, também na quarta-feira, mas as 21h45.

PARTE I - INJUSTO?
O Palmeiras começou com um ritmo forte e criou uma chance aos 16 segundos, no entanto, um erro de passe no meio foi fatal e o Vitória na primeira chegada ao ataque abriu o placar com belo gol de Uillian Correia, aos 9 minutos. O gol foi uma válvula esperada pelo Leão na sua estratégia de se defender com duas linhas de quatro marcando forte no seu campo e apostando nos contra-ataques. Bem postado e organizado, diferente do adversário, o Rubro-Negro conseguia segurar o apático ataque verde e não sofria riscos até então, porém, aos 36 minutos veio o empate injusto pelo cenário do jogo e pelo pênalti, no mínimo duvidoso, convertido por Roger Guedes. O empate animou os donos da casa que foram buscar a virada com Dudu já nos minutos finais.

PARTE II - O CASTIGO
No segundo tempo o cenário mudou. O Vitória, necessitando do resultado, adiantou a marcação e voltou com uma postura mais ofensiva, enquanto o Palmeiras passou a jogar nos contra-ataques se aproveitando os espaços deixados na defesa rubro-negra. O jogo melhorou bastante em movimentação e chances de gol, reflexo das aparições dos goleiros xarás Fernando Prass e Fernando Miguel. E novamente quando o Leão se apresentava bem, buscando o empate, veio o castigo com gol de Mayke, praticamente fechando o caixão e beijando a viúva, e por fim dando números finais com o quarto e último marcado por Dudu. Ainda sobrou tempo para David deixar o dele que não amenizar a porrada e nova goleada sofrida de QUATRO afundando ainda mais e complicando a vida do Leão na tabela de classificação da Série A, caindo para a vice-lanterna com os mesmos 12 pontos, enquanto o Palmeiras saltou para 5º com 22.

FICHA TÉCNICA:

Gols: Uillian Correia (9' 1T), Roger Guedes (36' 1T) e Dudu (45 1T). Mayke (25' 1T) e Dudu (31' 1T); David (39' 1T)
Cartões amarelos: Edu Dracena (Palmeiras); Wallace Reis, Cleiton Xavier e Gefferson (Vitória).
Público 36.263 torcedores. 
Renda: R$ 2.717.846,15

Escalações:
Palmeiras - Fernando Prass, Mayke, Mina, Edu Dracena e Egídio; Felipe Melo (Zé Roberto), Tchê Tchê e Guerra (Micuel Bastos); Róger Guedes, Dudu (Borja) e Willian. 
Técnico: Cuca

Vitória - Fernando, Patric (Salino), Wallace, Alan Costa e Geferson; Renê Santos, Uillian Correia, Yago (David) e Cleiton Xavier; Neilton (Jhemerson) e André Lima. 
Técnico: Alexandre Gallo

Local: Allianz Parque, São Paulo-SP
Data: 16/07/2017, domingo
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistente: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Eduardo de Souza Couto (RJ)

Do Portal Futebol Bahiano

Nenhum comentário: