Prêmio Fama

Prêmio Fama

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana

BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Banner do Futsal Barbarense

Banner do Futsal Barbarense

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Bahia não resiste e perde para o Corinthians por 3 x 0

A sensação do torcedor do Bahia nos dias que antecederam o jogo desta noite contra o afamado Corinthians, se assemelhava algo bem próximo e muito parecido a suposta sensação do Boi quando na fila do abate para o ato do crime natural, porém sem o privilégio de receber os benefícios da “insensibilização” ou seja, a pancada seria no meio da testa ao vivo. 

O jogo aconteceu, e a morte aconteceu como exatamente foi desenhada quando fomos derrotados pelo placar de 3 x 0 com Gabriel Jô e Fabián Balbuena marcando os gols do adversário, um em cada tempo de jogo.

Com o resultado, o tricolor de aço se manteve na 14ª posição estacionado com 10 pontos, porém, um ponto acima do Sport-PE o primeiro listado da zona de rebaixamento. A preocupação continua como sempre. O apequenamento do Bahia quando atuando fora dos seus limites. São seis jogos e 5 derrotas. 18 pontos disputados, apenas um conquistado, e claro, o acumulo da quarta partida sem triunfos.

Primeiro tempo de Corinthians e Bahia equilibradíssimo, apenas uma pequena predominância natural pelo mando de campo do Corinthians. Ainda assim o foi o Bahia que teve a primeira chance de gol com um tiro certeiro de José Rafael defendida pelo goleiro Cássio indicando que o Bahia não estava no São Paulo apenas se defender e o jogo se devolvia com tranqüilidade, o Corinthians pressionando e o Bahia resistindo e saindo com perigo em alguns bons contra-ataques. 

Porém foi justamente através de um contra-ataque iniciado pelo lateral Fagner que coloca o atacante Jô em condições de driblar o goleiro Jean e abrir o placar aos 24 minutos. Um duro golpe para o tricolor que faz uma boa partida obedecendo rigorosamente as suas limitações.

O segundo tempo logo no inicio, com expulsão do volante Gabriel do Corinthians por jogada violenta se abriu uma janela que o jogo poderia ter menor nível de complexidade reduzida, MAS logo após, foi a vez de volante do Bahia René Junior ser expulso pelo mesmo motivo e a condição numérica foi restabelecida e as dificuldades também. O jogo nesta etapa caiu completamente de movimentação e raras foram às oportunidades de gols dignas de registro. 

O técnico Jorginho fez o reaparecimento do meia Régis afastado do time desde do jogo contra o Botafogo, mas ainda assim, o tricolor não reuniu condições nem mesmo para ameaçar o sétimo triunfo do time paulista, pelo contrário, ainda sofreu o segundo gol assinalado pelo paraguaio Fabián Balbuena após cobrança de escanteio aos 34 minutos, e ai já era, chegou a vez de enrolar a bandeira e pensar no próximo jogo, mas antes ainda tivemos de presenciar terceiro gol do Corinthians agora marcado por Marquinhos Gabriel  

Agora o Bahia volta para casa nesta segunda-feira e com pouco tempo para treinar já no sábado inicia os preparativos para enfrentar outra pedreira, agora o Clube de Regata do Flamengo em jogo agendado para o próximo Domingo às 18h30 na Arena Fonte Nova pela décima rodada do Campeonato Brasileiro da Serie A. Para este jogo o Bahia não terá o volante René Junior expulso no jogo desta noite.

Do Portal Futebol Bahiano

Nenhum comentário: