Berg da Aragom

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

domingo, 18 de junho de 2017

Bahia leva 4 do Palmeiras e perde invencibilidade na Arena

O Bahia tinha tudo neste domingo para terminar a 8ª rodada dentro do G-4 da Série A, tinha, mas decepcionou o seu torcedor. 

Jogando diante de 33.166 torcedores na Arena Fonte Nova onde até então acumulava três triunfos em três jogos, porém desfalcado de Lucas Fonseca (machucado), Allione (força de contrato), Edson (suspenso) e Régis (recuperação), entre outros, acabou sofrendo derrot pesada por 4x2 para o Palmeiras que até então não havia vencido sequer empatado um só jogo como visitante na competição nacional. 

Roger Guedes (pênalti discutível), Keno, Yerry Mina e Willian fizeram para o Verdão, enquanto Vinícius e João Paulo marcaram para o tricolor. Com o resultado, além de perder a invencibilidade e os 100% de aproveitamento como mandante, o Esquadrão desceu alguns degraus na tábua de classificação e agora é apenas o 12º com os mesmos 10 pontos.   

O Bahia começou o jogo imprimindo o ritmo esperado, utilizando a velocidade do setor de ataque e aproveitando a marcação encaixada do Palmeiras para apostar nas infiltrações. Em menos de 10 minutos saiu cara a cara com o goleiro Fernando Prass por duas vezes e nas duas parou no goleiro.  No entanto, aos 15 minutos, o juiz assinalou pênalti de Rodrigo Becão em Keno, na minha opinião INEXISTENTE. O zagueiro tocou na bola. Róger Guedes bateu e converteu. 1x0. 

Após o gol, o Palmeiras recuou e tentou armar um ferrolho marcando de intermediária a intermediária para dificultar os avanços do tricolor. E conseguiram, porém até os 44 minutos quando Zé Rafael entrou na área e parou em Prass, Edigar no rebote novamente esbarrou no arqueiro palestrino, mas na terceira oportunidade o meia Vinícius não titubeou e igualou o marcador. 1x1, e sem mais no primeiro tempo.

No segundo tempo, imaginava-se que o Bahia voltaria motivado com o gol de empate e buscaria a virada, mas na prática não foi isso que vimos. Os jogadores voltaram do intervalo dispersos, com muita dificuldade da na saída de bola, errando passes bobos e cedendo muitos espaços para o Palmeiras voltou à frente do marcador logo aos 3 minutos com Keno. 

O gol precoce foi um baque para o Tricolor que não conseguiu engrenar e acabou castigado aos 37 com gol de Yerry Mina. O Bahia até esboçou uma reação com João Paulo Queiroz aos 39, porém aos 47 veio o golpe de misericórdia para o tricolor com Willian marcando o quarto, passando a régua e fechando a conta em 4x2, quebrando assim a invencibilidade e os 100% de aproveitamento do Esquadrão na Série A de forma melancólica. 

PRÓXIMO COMPROMISSO
O Bahia terá uma pedreira pela frente na 9ª rodada da Série A quando visita o líder Corinthians na próxima quinta-feira (dia 22), jogo marcado para às 19h30 na Arena Itaquera.

Do Portal Futebol Bahiano

Nenhum comentário: