Berg da Aragom

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

quinta-feira, 4 de maio de 2017

1º BA-VI: Bahia vacila e entrega empate ao Vitória

O primeiro jogo da final do Campeonato Baiano que aconteceu nesta quarta na Arena Fonte Nova parecia ser uma continuação do BA-VI do último domingo, algo até esperado pelo clima turbulento que se instalou na Toca do Leão esta semana ocasionada pela eliminação da Copa do Nordeste e respingando no técnico Argel Fucks demitido e em alguns jogadores que devem ser dispensados. 

Mas só parecia. O Bahia começou com tudo e chegou a ensaiar um triunfo tranquilo fazendo 1x0 e com grande possibilidade de encaminhar o título já no jogo de ida, porém, foi infectado pela displicência aguda, se acomodou e caiu absurdamente de rendimento no segundo tempo, permitindo que o Vitória buscasse o empate em 1x1 essencial e importantíssimo que mantém o Leão na frente na briga pelo título baiano de 2017, agora necessitando de um novo empate para levantar a taça, domingo, no estádio Manoel Barradas Carneiro.    

Um primeiro tempo péssimo para o Vitória, porém, dos males o menor, poderia ter sido muito pior para o rubro-negro que entrou em campo nitidamente abalado e assustado, totalmente fora de órbita, com muita dificuldade até para sair do campo de defesa e sem finalizar uma única vez ao gol de Jeanzinho durante os primeiros 45 minutos. 

O Bahia, por sua vez, foi supremo, repetiu a boa atuação do domingo, dominou todas as ações, desperdiçou diversas oportunidades, e só conseguiu levar para o intervalo um tímido 1x0 em gol de cabeça do zagueirAço Tiago aos 33 minutos. No mais, um jogo movido por um clima amigável, muito diferente do último dérbi. Para termos uma ideia, o primeiro cartão amarelo saiu aos 11 do segundo tempo para Willian Farias.

No segundo tempo o cenário da partida mudou. O Vitória jantou no intervalo e voltou revigorado e estimulado. Ensaiou o empate em blitz onde perdeu três chances de uma só vez e goleiro Jean foi salvo pelo travessão. A displicência tomou conta do Bahia que caiu de rendimento com a saída do principal articulador (Régis) para entrada de Gustavo, e permitiu que o Leão chegasse ao empate com gol que amadureceu durante o decorrer da etapa final e nasceu aos 32 em lance bizarro de Armero marcando contra. 

Nem a expulsão de Uillian Correia foi capaz de engrenar o tricolor baiano que não teve mais reação e deixou os quase 25 mil tricolores presentes na Arena Fonte Nova frustrados e chateados com o resultado. Agora, no domingo, será preciso triunfar para conquistar o título, enquanto para o Leão basta um simples empate. 

Do Portal Futebol Bahiano




Nenhum comentário: