Prêmio Fama

Prêmio Fama

Lucas Chicabana

Lucas Chicabana

BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Banner do Futsal Barbarense

Banner do Futsal Barbarense

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Queimadas: pais de alunos do Colégio Sônia Maria Silva participam de mutirão para consertar carteiras quebradas

whatsapp-image-2017-04-25-at-22-56-521
Pais de alunos ajudaram a consertar dezenas de carteiras escolares | Foto: Divulgação
Em uma parceria entre escola e família, um grupo de pais de alunos do Colégio Municipal Sônia Maria Silva, localizado na cidade de Queimadas, participou de um mutirão para consertar dezenas de carteiras escolares quebradas e danificadas. 

A direção do colégio optou por convidar os pais para a atividade, buscando, dessa maneira, maior integração entre escola e comunidade e reforçar a mensagem de que todas as pessoas são responsáveis em cuidar dos patrimônios públicos.

Conforme o diretor da unidade, professor José Renato Santana, o mutirão não foi apenas uma ação que contribuiu com a parte física da escola. “O objetivo é mostrar que a escola não é apenas nossa, mas é do aluno, do pai e de toda a comunidade e se a gente se unir tudo dá certo. Só assim conseguiremos transformar nosso ambiente. O importante é a participação e envolvimento dos pais e alunos”, ressaltou.
whatsapp-image-2017-04-25-at-22-40-49
Ação foi idealizada pela direção da unidade escolar | Foto: Divulgação
Para a vice-diretora Valdirene Gomes a atividade promoveu a cidadania e contribuiu para o envolvimento das famílias. “Através da solidariedade e apoio dos pais, conseguimos conscientizá-los sobre a importância da participação no ambiente escolar, pois todos são responsáveis pelo processo educativo”.

Entre os pais que estiveram no mutirão está o pedreiro Julivaldo de Souza Silva, cujo filho de onze anos estuda na escola. Ele garante que não viu problema em largar a noite de descanso para participar do mutirão. Um outro pai que participou do mutirão, o motorista Vanderlei Pereira, falou que a maior recompensa é poder cuidar do patrimônio que seu filho estuda. “Foi muito legal, pois pude ajudar a escola, já que ela faz muito pela educação de meu filho. Temos que cuidar desse patrimônio”, explica Dedéu, como é conhecido na comunidade.
Ascom Colégio Sônia Maria Silva


Nenhum comentário: