BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Queimadas: pais de alunos do Colégio Sônia Maria Silva participam de mutirão para consertar carteiras quebradas

whatsapp-image-2017-04-25-at-22-56-521
Pais de alunos ajudaram a consertar dezenas de carteiras escolares | Foto: Divulgação
Em uma parceria entre escola e família, um grupo de pais de alunos do Colégio Municipal Sônia Maria Silva, localizado na cidade de Queimadas, participou de um mutirão para consertar dezenas de carteiras escolares quebradas e danificadas. 

A direção do colégio optou por convidar os pais para a atividade, buscando, dessa maneira, maior integração entre escola e comunidade e reforçar a mensagem de que todas as pessoas são responsáveis em cuidar dos patrimônios públicos.

Conforme o diretor da unidade, professor José Renato Santana, o mutirão não foi apenas uma ação que contribuiu com a parte física da escola. “O objetivo é mostrar que a escola não é apenas nossa, mas é do aluno, do pai e de toda a comunidade e se a gente se unir tudo dá certo. Só assim conseguiremos transformar nosso ambiente. O importante é a participação e envolvimento dos pais e alunos”, ressaltou.
whatsapp-image-2017-04-25-at-22-40-49
Ação foi idealizada pela direção da unidade escolar | Foto: Divulgação
Para a vice-diretora Valdirene Gomes a atividade promoveu a cidadania e contribuiu para o envolvimento das famílias. “Através da solidariedade e apoio dos pais, conseguimos conscientizá-los sobre a importância da participação no ambiente escolar, pois todos são responsáveis pelo processo educativo”.

Entre os pais que estiveram no mutirão está o pedreiro Julivaldo de Souza Silva, cujo filho de onze anos estuda na escola. Ele garante que não viu problema em largar a noite de descanso para participar do mutirão. Um outro pai que participou do mutirão, o motorista Vanderlei Pereira, falou que a maior recompensa é poder cuidar do patrimônio que seu filho estuda. “Foi muito legal, pois pude ajudar a escola, já que ela faz muito pela educação de meu filho. Temos que cuidar desse patrimônio”, explica Dedéu, como é conhecido na comunidade.
Ascom Colégio Sônia Maria Silva


Nenhum comentário: