BERG ARAGOM NOVO

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

domingo, 16 de abril de 2017

Delatores da Odebrecht relatam que Geddel, o ‘chorão’, usou propina em campanhas para eleições municipais do PMDB na Bahia

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
O ex-executivo da empreiteira Odebrecht, Cláudio Melo Filho, delatou que o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) recebeu R$ 210 mil de propina em 2008, por meio de caixa dois, de forma não declarada à Justiça. 

Na época, o ‘chorão’ – como Geddel é chamado pelo delator por reclamar para receber valores da empresa acima do combinado – era ministro da Integração Nacional no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Como mostra o portal G1, Cláudio Melo disse que o dinheiro foi usado em campanhas do PMDB na Bahia para as eleições municipais daquele ano. 

Em depoimento, outro ex-executivo da Odebrecht, João Antônio Pacífico Ferreira, disse que Geddel, apelidado de ‘Babel’ nas planilhas, também foi destinatário de outra propina, no valor de R$ 3,6 milhões, entre 2007 e 2010, à frente da Integração Nacional. 

Conforme Pacífico, os recursos não eram todos para o ex-ministro, mas também para o PMDB da Bahia. Na sexta (14), Geddel disse ao G1 que a acusação é “desavergonhada mentira”. Ele disse ainda, que, na Justiça, demonstrará que essa delação é “obra de ficção científica”.

Do Portal NS

Nenhum comentário: