Berg da Aragom

BRASILGÁS

BRASILGÁS

Entec Informática

Entec Informática

Robério Transportes

Robério Transportes
NÃO PERCA ESTA OPORTUNIDADE!

VENDE-SE UM TERRENO MEDINDO 11 TAREFAS. TABULEIRO ÓTIMO PARA CHÁCARA PRÓXIMO À CAIXA D'ÁGUA EM BANDIAÇU, CONCEIÇÃO DO COITÉ-BA, COM ÁGUA ENCANADA, ENERGIA ELÉTRICA E INTERNET PRÓXIMAS.

CONTATOS: (71) 99296-1175 (75) 99819-7823, 98124-9844 (Evódio), 99121-4433 e 98155-9060.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Bahia empata, segue invicto, mas sem vencer fora de casa

O Esporte Clube Bahia entrou em campo neste domingo buscando o que seria o seu primeiro triunfo longe de Salvador na temporada 2017, pois é, seria, se não tivesse protagonizado um festival de gols perdidos, principalmente nos primeiros 45 minutos e na sua maioria com Hernane que não honra neste início de temporada o apelido de "brocador", diga-se, está mais para "imbrocável". 

Mesmo dominante durante boa parte do embate, o Esquadrão não conseguiu balançar as redes, acabou terminando o confronto com 10 jogadores com a expulsão de Eduardo e não saiu do empate sem gols com o Altos, do Piauí, no estádio Lindolfo Monteiro, pela terceira rodada do Nordestão, resultado que mantém o Bahia na liderança do Grupo B com 5 pontos em caráter provisório aguardando o confronto entre Fortaleza e Moto Club.

O primeiro tempo esteve muito favorável ao Bahia do primeiro ao último minuto e, apesar das limitações do gramado que não favoreciam, o tricolor baiano jogou como se estivesse em casa, com muita liberdade, rondando a área do Altos e pressionando os mandantes, só não abriu o placar por causa da boa atuação do goleiro Alex Alves, grande destaque da etapa inicial com boas intervenções, diferente do goleiro Jean que não teve trabalho e só tocou na bola com os pés. As melhores oportunidades do Bahia saíram dos pés e da cabeça do "brocador" Hernane, que parou no goleiro ambas as vezes, e com o lateral Armero que parou na trave. 

Na etapa final o Bahia conseguiu dificultar o “indificultável”, tinha o jogo nas mãos, foi predominante em campo até os 32 minutos quando o lateral-direito Eduardo acabou expulso após matar ataque do Altos, sorte nossa que o lance foi caminhando para os minutos finais, restando pouco tempo para uma pressão dos mandantes. 

Com o empate por 0 a 0, o Tricolor mantém a invencibilidade em 2017 e garante mais uma partida sem ser vazado, somando 540 minutos, no entanto, o lado negativo é o complexo de "cachorro sem coleira" do Bahia quando pula o seu cercado, inclusive, apontado pelo amigo tricolor Lázaro (veja) muito antes do jogo. O time comandado por Guto Ferreira continua sem sem vencer longe de Salvador. Nas três partidas fora de casa no ano, são três empates por 0 a 0 (Fortaleza, Jacuipense e Altos).

Do Portal Futebol Bahiano

Nenhum comentário: